PUBLICIDADE

Ações de Xangai recuam em meio a crise de energia na China

27 set 2021 07h38
ver comentários
Publicidade

As ações de Xangai recuaram nesta segunda-feira uma vez que analistas temem que os recentes problemas relacionados à energia e que afetaram a produção industrial estejam pesando sobre o crescimento econômico.

Telão em Xangai mostra flutuação dos mercados acionários
09/11/2020
REUTERS/Aly Song
Telão em Xangai mostra flutuação dos mercados acionários 09/11/2020 REUTERS/Aly Song
Foto: Reuters

As blue-chips avançaram, lideradas pelo setor de consumo básico antes do feriado do Dia Nacional.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,58%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 0,84%.

A crise energética da China, provocada pelo aperto da oferta de carvão e dos padrões de emissão, provocou uma contração na indústria em vários regiões e está pesando sobre a taxa de crescimento econômico do país, disseram analistas.

O subíndice de energia perdeu 0,6% depois que Pequim prometeu resolver a escassez de oferta e conter a alta dos preços conforme a temporada de pico de consumo do inverno se aproxima.

Setores relacionados à energia como recursos básicos, metais não ferrosos e químico recuaram com força.

Já o setor de consumo básico saltou 5% antes do feriado de uma semana do Dia Nacional, que começa em 1 de outubro e tradicionalmente é uma temporada de alta do consumo.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,03%, a 30.240 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,07%, a 24.208 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,84%, a 3.582 pontos.

. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,58%, a 4.877 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,27%, a 3.133 pontos.

. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,31%, a 17.313 pontos.

. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 1,27%, a 3.100 pontos.

. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,57%, a 7.384 pontos.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Publicidade
Publicidade