2 eventos ao vivo

Marco Pigossi se consagra em 'Fina Estampa' após pequenos papéis

8 mar 2012
09h28
atualizado às 09h30

Geraldo Bessa

Quando o assunto é trabalho, disciplina é a palavra de ordem para Marco Pigossi. Não importa o tamanho ou quantidade de textos dos papéis que encara, o ator tem sempre o mesmo método para construir suas cenas. "Estudo muito. Decupo frase por frase, olhar por olhar. Meu texto é todo rabiscado. Sento e fico criando em cima dele. Esse processo me ajuda a contar a história", explica o intérprete do ambíguo Rafael, de Fina Estampa. Em seu oitavo trabalho na Globo - onde estreou em 2004, na pele do jovem Dráusio, de Um Só Coração -, Marco experimenta as nuances de um personagem com caráter indefinido. Rafael não é nenhum mocinho, mas também não chega a ser o maior bandido da trama de Aguinaldo Silva. "O Rafa me exige muito. Ele tem um jeito de se relacionar com cada pessoa do núcleo dele. Minha maior dificuldade é achar a verdade dele. A única coisa que eu sei, é que o amor dele pela Amália é real", ressalta o ator sobre a personagem de Sophie Charlotte, sua parceira de cena.

Marco começou a carreira no teatro, aos 13 anos de idade. Em 2003, a TV surgiu de forma confusa em sua vida. Estava tudo certo para ele integrar o elenco da versão brasileira de Rebelde, quando os direitos da trama ainda pertenciam ao SBT. No entanto, o projeto foi arquivado pela emissora sem maiores explicações. "Não entendi o que aconteceu", lamenta.

Longe de desistir da carreira, Marco acabou passando em um teste para Um Só Coração, minissérie que celebrou os 450 anos da cidade de São Paulo. "Minha formação é teatral, mas a história com a TV começou de forma muito bacana, homenageando a minha cidade. Percebi que o melhor é conciliar as duas coisas. O teatro me traz a técnica e a TV me garante o público", analisa.

Mas o ator só foi se destacar na TV após algumas pequenas participações em novelas e minisséries, como Eterna Magia, de 2007, e Queridos Amigos, de 2008. Orgulhoso pela diversidade de seus personagens dentro e fora da televisão, o ator retornou aos estúdios como o "pitboy" Pedro, de Ti-Ti-Ti, exibida em 2010. "Era um papel tão diferente, que muita gente não sabia que era o mesmo ator que fez o Cássio. Fiquei muito contente por ter conseguido diferenciar os personagens dessa forma", gaba-se.

Marco garante que as sutilezas apreendidas em seus outros trabalhos são usadas na indecisão de seu atual personagem. Próximo do capítulo final da atual novela das nove, o ator acredita que depois de ser preso e decepcionar os amigos e a namorada, Rafael vá seguir o caminho do bem ao lado de Amália. No entanto, ele está ciente de que tudo pode acontecer em uma novela assinada por Aguinaldo. "Ele gosta de surpreender o público. Eu também estou na expectativa", valoriza.

Destaque purpurinado
Natural de São Paulo, Marco assegura que o papel de maior repercussão em sua carreira até hoje foi o afetado Cássio, de Caras & Bocas, de 2009. Com ele, o ator garante que começou a perceber como a repercussão de um personagem pode ser poderosa na carreira de um intérprete. Com figurinos moderninhos e os bordões cômicos "Ai perua!" e "Fiquei rosa chiclete", entre outros, Marco ganhou a simpatia do público, sobretudo das mulheres e crianças. "Foi uma brincadeira muito gostosa. Improvisei e viajei muito nas cenas do Cássio", diverte-se.

Depois de um papel de sucesso, a TV costuma destinar personagens semelhantes aos atores. Com receio de começar a se repetir, Marco voltou-se para os palcos, onde encenou O Santo e a Porca, clássico de Ariano Suassuna. "Foi um trabalho muito marcante para mim. Precisava me reciclar", confessa.

Instantâneas
- Quando Marco estava contratado para fazer Rebelde, no SBT, o ator chegou a gravar algumas músicas e três capítulos da trama como o personagem Paulo Roberto.
- Aos 16 anos de idade, Marco decidiu seguir profissionalmente a carreira de ator. Até então, se dividia entre os palcos e a natação, pois já nadava profissionalmente.
- Em 2011, Marco Pigossi assinou contrato de três anos com a Globo.- Até hoje, Marco volta e meia é surpreendido nas ruas com o bordão "choquei!", do seu personagem Cássio, de Caras & Bocas.

Marco Pigossi comemora a ambiguidade de Rafael, seu personagem em 'Fina Estampa'
Marco Pigossi comemora a ambiguidade de Rafael, seu personagem em 'Fina Estampa'
Foto: Jorge Rodrigues Jorge/Carta Z Notícias / TV Press
Fonte: Terra
publicidade