PUBLICIDADE

Morre Theresa Amayo, uma das pioneiras da televisão brasileira, aos 88 anos

A atriz lutava contra um câncer no rim e faleceu em casa, no Rio de Janeiro

25 jan 2022 11h23
ver comentários
Publicidade

A atriz Theresa Amayo morreu, na madrugada desta segunda-feira, 24, aos 88 anos, em decorrência de um câncer de rim. Ela estava em casa e lutava contra a doença desde o ano passado. As informações foram confirmadas nas redes sociais da atriz.

"É com profunda tristeza que informamos o falecimento de nossa querida amiga, a atriz Theresa Amayo, aos 88 anos, ocorrido nessa madrugada por volta das 4:30h da manhã em sua residência em Laranjeiras, após perder uma batalha contra o câncer", afirmou a equipe da atriz.

Theresa nasceu em Belém, no Pará, e começou a trabalhar como artista no Rio, em 1950, com passagens pelo cinema e televisão. Participou de O Diamante, filme de Anselmo Duarte, em 1955, e Fuzileiro do Amor, de Mazzaropi, em 1957.

Já na televisão, a atriz foi uma das primeiras atrizes contratadas pela TV Tupi, estrelando o Teatro Universal e no Teatrinho Trol, da TV Tupi do Rio.

Já na TV Globo, foi destaque em O Rei dos Ciganos (1966), A Rainha Louca (1967), Sangue e Areia (1968), Passos dos Ventos (1968), A Última Valsa e Pecado Capital (1975).

Segundo a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, a atriz chegou a gravar cenas para a atual novela das 9h, Um Lugar ao Sol, no ano passado, mas complicações do câncer a impediram de continuar no elenco.

Na vida pessoal, ela também passou por uma tragédia familiar, já que perdeu a filha Lys Amayo, o genro Antônio D'avila e o neto Gianluca, que foram vítimas do tsunami na Tailândia, em 2004, que deixou mais de 220 mil mortos.

Informações sobre o velório e enterro não foram divulgadas.

Estadão
Publicidade
Publicidade