0
TV

Especial 'Game of Thrones': A quarta temporada

Morte de Joffrey Baratheon, Batalha de Castelo Negro e as dificuldades políticas de Daenerys Targaryen são destaques do quarto ano da série; veja o resumo

8 mar 2019
10h41
  • separator
  • 0
  • comentários

A quarta temporada de Game of Thrones é baseada, em sua maior parte, na segunda metade do livro A Tormenta das Espadas, mas também tem material de O Festim dos Corvos e A Dança dos Dragões, quarto e quinto livros da série As Crônicas de Gelo e Fogo, de George R. R. Martin. A temporada estreou em 6 de abril de 2014.

Após o Casamento Vermelho, a Guerra dos Cinco Reis vai chegando ao fim, mas as intrigas continuam entre as casas de Westeros.

Lannister

A temporada começa como um momento de triunfo dos Lannisters. O rei maluco Joffrey Baratheon segue no Trono, mas seu avô e Mão do Rei, Tywin, é o verdadeiro comandante geral: como recompensa pelo trabalho no Casamento Vermelho, Tywin deu aos Bolton o controle do Norte, e aos Frey a proteção da região de Correrrio.

Isso até o casamento de Joffrey e Margaery Tyrell, no qual Joffrey é envenenado: o plano é de Olenna Tyrell, mas Cersei acusa Tyrion, que vai a julgamento e é condenado depois da traição de Shae, sua namorada (que ele havia mandado embora de Porto Real por temer pela vida dela). Tommem, o irmão Baratheon mais novo, assume o Trono de Ferro.

Tyrion exige um julgamento por combate, e para vingar a morte de sua irmã, Oberyn Martell, príncipe de Dorne, se oferece como seu campeão. A luta entre ele e Ser Gregor Clegane (o Montanha) é um dos combates inesquecíveis da série, e os dois acabam mortos (O Montanha é reanimado por Qyburn mais tarde e vira uma espécie de zumbi).

Jaime dá uma espada de aço valiriano para Brienne de Tarth e pede para ela ir atrás de Sansa Stark, que fugiu da cidade com Petyr Baelish.

Tyrion, preso e condenado à morte, é ajudado pelo irmão Jaime a escapar. Sozinho, porém, o anão mata Shae e Tywin, seu pai, antes de fugir com Varys.

Casas

Ainda há duas casas desafiando o reinado: os Greyjoys, das Ilhas de Ferro, e os Baratheons.

Os Homens de Ferro no Norte são caçados por Ramsay, filho bastardo de Roose Bolton, que ainda mantém Theon Greyjoy como refém (o que tem pouco efeito no pai, Balon Greyjoy).

Stannis, herdeiro legítimo do trono do seu irmão Robert, se recusa a se render, apesar de ter apenas um restante de exército. Depois ele segue para Braavos em busca de um empréstimo.

Stark

Sansa fugiu com Petyr Baelish para o Ninho da Águia, onde ele se casa com Lysa Arryn (tia de Sansa). Ali é revelado que foi ele quem matou Jon Arryn, desdobramento importante da primeira temporada. Após um conflito de Lysa e Sansa (cuja identidade é mantida em segredo), o Mindinho mata a nova esposa.

Arya segue para lá sob a custódia do Cão de Caça, e a dupla é interceptada por Brienne de Tarth, que jurou proteger as filhas Stark. Brienne e o Cão fazem um duelo que o deixa à beira da morte. Arya parte para Braavos para se juntar aos Homens sem Rosto (Valar Morghulis).

Muralha

Os Patrulheiros da Noite estão insatisfeitos com Jon Snow, que traz alertas do enorme exército de Mance Ryder e do Povo Livre de Além da Muralha. A Batalha do Castelo Negro, quando os selvagens atacam a cidade da Muralha, deixa muitos mortos e feridos, incluindo Ygritte, a paixão de Jon. Quando ele vai para além da Muralha negociar uma trégua ou tentar resolver a guerra de outro jeito, é surpreendido pelo novo exército de Stannis Baratheon que ataca os selvagens e captura Mance Ryder.

Ao norte da Muralha, Bran Stark e sua turma finalmente encontram o Corvo de Três Olhos (Jojen Reed morre, mas Meera e Hodor são salvos pelos Filhos da Floresta que vivem com o Corvo).

Essos

Daenerys Targaryen decide continuar em Essos depois da morte de Joffrey, apesar de todas as questões. Ela tem problemas em controlar os dragões, mas segue na missão de libertar as cidades com escravos.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade