2 eventos ao vivo

Uma palavra define saída de Mariana Ferrão da Globo: coragem

Abrir mão de ótimo salário e valiosa visibilidade na principal emissora da televisão brasileira requer muita autoconfiança

19 mar 2019
12h09
atualizado às 12h16
  • separator
  • 0
  • comentários

Poucos profissionais de TV conseguem ser livres. Neste caso, liberdade significa tomar decisões com base exclusivamente na própria consciência. Mariana Ferrão acaba de mostrar que faz parte deste seleto grupo.

Apresentadora abriu o coração com os seguidores virtuais: “Quero ir atrás de quem eu realmente sou”
Apresentadora abriu o coração com os seguidores virtuais: “Quero ir atrás de quem eu realmente sou”
Foto: Ramón Vasconcelos/TV Globo / Divulgação

A apresentadora não quis renovar contrato com a Globo. Já deixou o comando do Bem-Estar, onde era vista diariamente desde a estreia do programa, em fevereiro de 2011.

“Estava na hora de tocar meus projetos pessoais”, disse a jornalista em vídeo postado no Instagram, na manhã desta terça-feira (19).

“A sensação é essa de liberdade; a sensação é de ser eu mesma e de estar fortalecida para ir atrás de quem eu realmente sou.”

Em post anterior na mesma rede social, Mariana Ferrão destacou a importância de lutar contra o medo. Libertar-se desse sentimento incapacitante.

Sua saída da Globo prova que ela não teme o futuro. Está convicta de que há vida fora da emissora. Sua felicidade não está atrelada ao status do crachá de ‘global’.

Ainda é uma exceção. O que se vê nos corredores das grandes redes de TV são apresentadores com alto grau de ansiedade e dependência emocional.

Temem perder o posto, ter o tapete puxado por concorrentes internos, ser obrigados a trabalhar em canais menos prestigiados ou ficar longe das câmeras. O ambiente televisivo é altamente tóxico. Pode prejudicar a sanidade mental.

Assim como Ferrão, outros apresentadores deixaram a Globo por vontade própria para viver sem tanta pressão e batalhar pela realização de sonhos.

Entre eles, Ana Paula Padrão, Carla Vilhena, Evaristo Costa, Flávia Freire, Mara Luquet e Cristina Serra. Hoje, todos afirmam ter feito a coisa certa. Parecem felizes, profissionalmente.

Pelo que se sabe, a insatisfação de Mariana Ferrão com a emissora era antiga, e agravou-se após a cúpula do canal tirar do ar seu colega de programa Fernando Rocha, no final de fevereiro.

A saída dos dois gera um grande perdedor: a Globo. É mais uma notícia ruim em uma fase bastante negativa pela qual a empresa passa.

Veja também:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade