3 eventos ao vivo

Sucesso de ‘Senhora do Destino’ cala quem critica as novelas

Bons índices de audiência da faixa vespertina fazem Globo adiar projeto de programa ao vivo

13 ago 2017
17h16
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Com um capítulo recente que marcou recorde de 23 pontos, ‘Senhora do Destino’ se consolida como um grande sucesso no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.

Maria do Carmo (Suzana Vieira), Isabel (Carolina Dieckman) e Nazaré (Renata Sorrah): novela boa faz sucesso em qualquer tempo
Maria do Carmo (Suzana Vieira), Isabel (Carolina Dieckman) e Nazaré (Renata Sorrah): novela boa faz sucesso em qualquer tempo
Foto: João Miguel Jr./TV Globo / Divulgação

Com 17 pontos de média geral, a trama originalmente exibida em 2004 já superou em décimos a antecessora na faixa, ‘Cheias de Charme’, e está a menos de meio ponto de se igualar a ‘O Rei do Gado’, maior êxito vespertino desde 2015.

Esta é a segunda reprise do folhetim. A primeira, em 2009, foi igualmente bem-sucedida: 21 pontos de média no Ibope.

O ótimo desempenho da novela protagonizada por Susana Vieira (Maria do Carmo) e Renata Sorrah (Nazaré) impulsiona ‘Malhação – Viva a Diferença’, no ar a partir das 17h45.

A produção voltada ao público juvenil está com 21 de média, dois pontos e meio a mais do que a temporada anterior, ‘Malhação – Pro Dia Nascer Feliz’.

A Globo tem um projeto de programa de entretenimento para ocupar suas tardes: uma espécie de ‘É de Casa’ a ser exibido ao vivo de segunda a sexta.

Os bons índices da velha ‘Sessão da Tarde’ e do ‘Vale a Pena Ver de Novo’ fazem a cúpula da emissora adiar a implantação. Afinal, é melhor não mexer no que está dando resultado tão positivo.

Autor de ‘Senhora do Destino’, Aguinaldo Silva também é responsável pelo maior sucesso do momento no Canal Viva.

‘Tieta’, de 1989, se tornou a reprise com mais público do momento. Surge no vídeo à 00h30 de segunda a sábado, e às 19h aos domingos.

Como explicar o fascínio por essas novelas antigas? Não é apenas saudosismo, obviamente.

Trata-se de um produto artístico de qualidade, atemporal, capaz de conquistar telespectadores jovens, que nem ligam muito para a televisão – muitos sequer nascidos na época da primeira exibição dessas tramas.

É o bom novelão fazendo-se presente na vida do brasileiro. E ainda há quem diga que a teledramaturgia esteja morrendo...
 

Veja também:

O chef premiado que valoriza peixes considerados menos nobres
Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade