0

Lula volta a atacar a Globo e diz querer viver até 120 anos

Ex-presidente critica veículos que não repercutem denúncias do Intercept e faz declarações entusiasmadas a respeito de seu namoro

17 set 2019
10h57
atualizado às 11h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Preso na PF de Curitiba desde abril de 2018, o ex-presidente Lula já concedeu entrevista a vários veículos de comunicação do Brasil e do exterior. Por enquanto, nenhuma grande emissora brasileira quis ouvi-lo.

O canal 9 da Argentina, conhecido como El Nueve, enviou de Buenos Aires os jornalistas Nicolás Trotta e Gisela Marziotta para ficar frente a frente com o líder petista. A exibição aconteceu na noite de domingo (15).

O ex-presidente foi entrevistado pelo mais antigo canal de TV privado da Argentina
O ex-presidente foi entrevistado pelo mais antigo canal de TV privado da Argentina
Foto: Reprodução

Logo no início da conversa, a dupla questionou de onde Lula tira ânimo. “Eu tenho vontade de viver muito. Não sei por quê, mas estou crendo que vou viver 120 anos”, respondeu o ex-presidente. “Quem vai viver muito precisa ter muita força senão a vida fica chata.”

Em outro momento, ele voltou a manifestar o desejo pela longevidade. “Eu sou um homem que gosta da vida e, embora tenha 73 anos, ainda quero viver intensamente. Gosto de viver, gosto de fazer política e é isso o que eu sei fazer.”

Marziotta quis saber a influência do namoro dele com a socióloga Rosângela Silva para tamanha disposição.

“Se você namora e está apaixonado, vai fazer política muito mais prazerosamente. Vai estar sempre com um sorriso no rosto quando estiver conversando com as pessoas. Eu, sinceramente, não sei se um ser humano é capaz de sobreviver sem amor”, explicou o ex-presidente.

A gravação aconteceu em uma sala da Superintendência da Polícia Federal, onde Lula está preso
A gravação aconteceu em uma sala da Superintendência da Polícia Federal, onde Lula está preso
Foto: Reprodução

O ‘Lulinha paz e amor’ deu lugar a um homem enérgico e irritado quando o assunto passou a ser a imprensa brasileira.

“Há um pacto entre os meios de comunicação e a (Operação) Lava Jato. Toda mentira que a Lava Jato conta se torna verdade na imprensa brasileira, nas três revistas nacionais, nos grandes jornais.”

Sem freio nem filtro, o petista acusa a classe jornalística de falta de isenção. “A Lava Jato tinha jornalista em cada jornal, em cada revista, que recebiam preferencialmente as informações antes dos advogados de defesa. E (isso) ainda continua.”

O jornalista Nicolás Trotta postou tweet emocionado a respeito do encontro com Lula
O jornalista Nicolás Trotta postou tweet emocionado a respeito do encontro com Lula
Foto: Reprodução

O ex-presidente reclamou da pouca adesão ao conteúdo divulgado pelo site Intercept Brasil, do jornalista americano Glenn Greenwald. “Para a grande imprensa brasileira não existe Intercept. Nenhuma denúncia feita pelo Glenn é divulgada pela grande imprensa.”

Mais uma vez, Lula disparou contra a principal rede de TV do País. “Tenho vontade de ir para a porta da Rede Globo, desmenti-la. Faz dez anos que (a emissora) conta mentira a meu respeito.”

Ironicamente, os oponentes Jair Bolsonaro e Luiz Inácio Lula da Silva têm o mesmo inimigo número 1 na mídia: a emissora da família Marinho. Ambos não se cansam de criticar e desafiar o canal líder em audiência.

Veja também:

 

Sala de TV Blog Sala de TV - Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. Qualquer dúvida ou reclamação, favor contatá-lo diretamente no e-mail beniciojeff@gmail.com.
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade