7 eventos ao vivo
Logo do Blog Sala de TV
Foto: iStock

Blog Sala de TV

Globo, Record e SBT têm boa audiência com reprise de novelas

Tramas servem para preencher vácuos na programação e impulsionar outras atrações

12 out 2017
14h26
  • separator
  • comentários

Em média, 3,5 milhões de telespectadores da Grande São Paulo assistem a ‘Senhora do Destino’ toda tarde, de segunda a sexta, no ‘Vale a Pena Ver de Novo’.

Maria do Carmo (Susana Vieira), de ‘Senhora do Destino’, Ramsés (Sérgio Marone) de ‘Os Dez Mandamentos’, e Mili (Giovanna Grigio) de ‘Chiquititas’: o brasileiro adora rever tramas
Maria do Carmo (Susana Vieira), de ‘Senhora do Destino’, Ramsés (Sérgio Marone) de ‘Os Dez Mandamentos’, e Mili (Giovanna Grigio) de ‘Chiquititas’: o brasileiro adora rever tramas
Foto: Divulgação/Globo/Record/SBT

A novela, exibida originalmente em 2004, serve de empuxo para o programa seguinte, ‘Malhação – Viva a Diferença’, que está com ótima audiência.

No SBT, ‘Chiquititas’ registra 10 pontos de média na Kantar Ibope, mesmo índice da inédita ‘Carinha de Anjo’.

‘Ribeirão do Tempo’, ‘Bicho do Mato’ e ‘Os Dez Mandamentos’ fazem muita gente sintonizar a Record na faixa vespertina.

As três reapresentações estão com média de 6 pontos – a mesma de ‘Belaventura’, novela produzida no momento.

Colocar no ar uma reprise sai muito mais barato do que investir em novas produções e, como se vê, pode gerar um resultado positivo de audiência.

Essas novelas antigas também ajudam a ocupar vazios na grade de programação. A Record, por exemplo, precisaria investir milhões em novas atrações caso abrisse mão das quase 3 horas diárias ocupadas por reprises.

As reexibições agradam não apenas os saudosistas, que gostam de rever tramas antigas, mas ajudam a atrair um público jovem, que acompanha o capítulo enquanto interage com outros noveleiros nas redes sociais.

Uma reprise pode gerar um benefício a atores que estão afastados da TV: a visibilidade diária os traz de volta à mídia e, assim, aumenta a chance de convite para novos trabalhos.

Há outro aspecto interessante: o sucesso de público da reapresentação dessas tramas reforça a certeza de que, apesar da previsão pessimista, a telenovela não vai acabar tão cedo.

O brasileiro gosta tanto do gênero que até se dispõe a ver de novo o que ainda está fresco em sua memória.

Veja também

Fonte: Especial para Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade