0

"Fecha o olho e vai": veja experiências de bandas estreantes no Planeta Terra

Far From Alaska e Selvagens à Procura de Lei fizeram suas estreias em um grande palco no Planeta Terra em 2012 e 2011; veja os relatos

24 out 2013
13h38
atualizado às 13h43
  • separator
  • comentários

Você acabou de montar uma banda com seus amigos. Quando as coisas entram nos trilhos, resolvem gravar algumas músicas e se inscrevem em um concurso. Quando menos esperam, estão no Planeta Terra Festival, um dos maiores eventos musicais do Brasil. Ao descer do palco, depois de enfrentar uma plateia de gente grande, um contrato e a chance de ver o sonho de viver de música se transformar em realidade. Não, isso não é um conto de fadas.

Emmily Barreto, do Far From Alaska, durante show no Planeta Terra Fesival 2012
Emmily Barreto, do Far From Alaska, durante show no Planeta Terra Fesival 2012
Foto: Bruno Santos / Terra

Em 2012, o Far From Alaska abriu o Indie Stage depois de vencer o concurso Som Para Todos. Para quem assistiu ao show do quinteto potiguar, a impressão era de uma banda cheia de peso e preparada para lidar com um festival daquele tamanho. No entanto, aquele era apenas o segundo show do grupo. “O primeiro show foi já na seletiva e o segundo no Planeta Terra. Quase morremos do coração várias vezes”, disseram os integrantes em entrevista.

Formado há poucos meses naquela ocasião, o Far From Alaska tinha se reunido apenas para gravar algumas canções. “Havíamos acabado de gravar o EP e gostaríamos de espalhá-lo o máximo possível. O concurso foi a chance que enxergamos pra isso e acreditamos, apesar de ainda não ter feito nenhum show”, explicaram. A banda caiu nas graças de outra atração o festival: ninguém menos que o Garbage. No Facebook, Shirley Manson rasgou elogios ao quinteto. "Eles nos entregaram o CD deles e pediram nós ouvirmos porque eram grandes fãs do Garbage. Por causa de nossa agenda maluca, nunca encontrei tempo. Até que agora estava sentada na frente do meu computador e lembrei o nome da banda. Procurei no YouTube e ouvi o som deles, o que fez com que as minhas orelhas e do meu marido se levantassem. Eles são radicais", escreveu. Meses depois, a vocalista postou outro clipe do quinteto. Exposição que nem essa não tem preço.

Selvagens à Procura de Lei, no Planeta Terra 2011
Selvagens à Procura de Lei, no Planeta Terra 2011
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Outra banda marcada pelo Planeta Terra foi o quarteto cearense Selvagens à Procura de Lei, que abriu o palco Indie em 2011. “Lembro que um dia antes da nossa estreia o tempo estava fechado em São Paulo, mas momentos antes de pisarmos no palco o sol decidiu aparecer e o céu se abriu num azul forte logo que os portões foram abertos. Fazia calor e tocamos como se estivéssemos em Fortaleza”, explicou Gabriel Aragão. “Foi uma época mágica e os frutos daquele dia continuam sendo colhidos”, concluiu.

Frutos esses que renderam muita exposição para as bandas. O Far From Alaska atualmente trabalha na pré-produção de seu disco com a Deckdisc, que será produzido por Rafael Ramos. Recentemente, o quinteto lançou um interessante clipe chamado Dino vs Dino. Já o Selvagens à Procura de Lei trabalha na divulgação de seu álbum homônimo lançado neste ano pela Universal Music.

Em 2013, o Rock on Top selecionará uma banda para, quem sabe, repetir os passos destas duas bandas. Mafalda Morfina, Roudini & Os Impostores e The Stone Ramos sãos os finalistas do concurso, cujo resultado será anunciado na próxima quarta-feira (30).

"Selvagens à Procura de Lei" abriu o palco indie; veja trechos

E quais dicas os vencedores passados dariam para os atuais competidores? “Fecha o olho e vai”, diz o Far From Alaska. “Aquele momento é a recompensa de tanto trabalho e perrengue que toda banda de rock passa, então aproveite, se divirta, não pire (só no bom sentido). Não tente provar nada pra ninguém. Faça o que sabe, do jeito que sabe. As pessoas vão sentir se você está ali pra trocar energia com elas ou só fazer pose”, explicaram os integrantes.

Gabriel, do Selvagens à Procura de Lei, também aposta na essência musical: “Todos que tocam no Planeta sabem o quanto devem se entregar na hora da apresentação para liberar o grito da juventude. Esperamos voltar em breve e gritar o rock brasileiro em alto e bom som”.

De cima para baixo: Mafalda Morfina, Roudini & Os Impostores e The Stone Ramos
De cima para baixo: Mafalda Morfina, Roudini & Os Impostores e The Stone Ramos
Foto: Divulgação

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade