0

Johnny Hallyday, maior astro do rock francês, morre aos 74

'Elvis Presley da França' sofria com câncer no pulmão

6 dez 2017
09h57
  • separator
  • comentários

Morreu nesta quarta-feira (6), aos 74 anos, Johnny Hallyday, considerado o maior astro do rock francês na história. O roqueiro enfrentava há anos um câncer no pulmão e havia sido internado nos últimos dias por conta de problemas respiratórios.

"Johnny Hallyday morreu. Escrevo essas palavras sem acreditar nisso. Mas, foi assim. O meu homem não está mais entre nós e ele nos deixou nesta noite assim como viveu toda a sua vida, com coragem e dignidade", escreveu a esposa do artista, Laeticia Hallyday, na nota sobre o falecimento.

Hallyday tem uma longa história na música francesa e, apesar de ter seus maiores sucessos no país, ele vendeu mais de 100 milhões de discos em mais de 50 anos de carreira.
Hallyday tem uma longa história na música francesa e, apesar de ter seus maiores sucessos no país, ele vendeu mais de 100 milhões de discos em mais de 50 anos de carreira.
Foto: Reuters

A notícia da morte rendeu inúmeras homenagens de fãs e artistas nas redes sociais imediatamente. Uma página criada para homenageá-lo no Facebook já tem mais de 60 mil mensagens.

O "Elvis Presley francês" também foi homenageado pelo presidente do país, Emmanuel Macron.

"Nós todos temos algo de Johnny. Nós não esqueceremos nem o nome, nem o rosto, nem a voz, sobretudo, nem as interpretações que, com um lirismo seco e sensível, pertencem hoje à história da música francesa. Ele fez entrar uma parte da América em nosso Pantheon nacional", escreveu em nota o presidente.

De acordo com o jornal "Le Figaro", Macron foi informado por assessores sobre a morte de Hallyday pouco antes da notícia oficial ser divulgada. O mandatário estaria planejando fazer uma homenagem nacional pública ao cantor, informam fontes ao jornal.

Hallyday tem uma longa história na música francesa e, apesar de ter seus maiores sucessos no país, ele vendeu mais de 100 milhões de discos em mais de 50 anos de carreira.

Jean-Philippe Léo Smet, seu verdadeiro nome, nasceu em 1943 e gravou seu primeiro álbum em 1960. "Hello Johnny" já alcançou grande sucesso, mas sua maior obra veio no ano seguinte, com "Viens danser le twist".

Sua última aparição em um palco ocorreu recentemente, durante uma apresentação com o Les Vieilles Canailles, junto aos seus amigos Jacques Dutronc e Eddy Mitchell.

Veja também:

Fonte: ANSA

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade