PUBLICIDADE

'Ferocidade' e 'um marco': O que a crítica internacional está falando sobre o novo disco de Anitta

Críticas da Billboard e da Associated Press elogiam 'Funk Generation' de Anitta como uma vibrante celebração do funk carioca

26 abr 2024 - 15h27
Compartilhar
Exibir comentários

Lançado nesta sexta-feira, o mais recente álbum de Anitta, Funk Generation, começa a receber atenção da crítica internacional. O projeto, que mergulha nas raízes do funk carioca, recebeu até o momento críticas positivas dos dois veículos que foi analisado, o da Billboard e a Associated Press.

A Billboard ressalta que Funk Generation mantém um ritmo acelerado desde a primeira faixa, Lose Ya Breath, onde Anitta propõe exatamente isso: tirar o fôlego do ouvinte. O álbum "raramente deixa o ritmo cair, e Anitta nunca para de mostrar a ferocidade que alimenta muitos dessas canções que são particularmente energéticas, animadas e que 'esquentam' a pista de dança do funk brasileiro", diz a crítica.

Além disso, as faixas Funk Rave e Joga Pra Lua, já conhecidas do público, se encaixam perfeitamente na lista de músicas, afirmam, mas são as "explosões rápidas de menos de dois minutos como Savage Funk e Grip que podem roubar todo o espetáculo."

Por outro lado, Maria Sherman, da Associated Press, oferece uma perspectiva sobre a abordagem de Anitta ao funk como uma celebração de resistência cultural e inovação.

"Anitta voltou com um novo álbum, pronto para o clube e para o quarto, Funk Generation. É uma coleção contagiosa de canções de dança que celebra um gênero outrora marginalizado, mas que também consegue experimentar além de seus limites", escreve Sherman. A crítica destaca que Anitta não segue as tendências pop mainstream, optando por amplificar o funk através de sua sensibilidade pop única.

Sherman ainda descreve o álbum como uma celebração do funk carioca, "uma combinação de ritmos brasileiros, música africana e eletrônica, e rap, frequentemente ouvida nas favelas ao redor do Rio".

Ambas as críticas reconhecem Funk Generation como um marco na carreira da brasileira, celebrando não só suas raízes, mas também seu papel como uma das vozes mais influentes da música pop global. Sherman conclui sua análise afirmando que Anitta não é apenas uma voz dentro do partido, "ela quer ser o próprio partido".

Confira a lista de músicas do novo álbum

  1. Lose Ya Breath
  2. Grip
  3. Funk Rave
  4. Fria
  5. Meme
  6. Love in Common
  7. Aceita
  8. Double Team (feat. Brray e Bad Gyal)
  9. Savage Funk
  10. Joga pra Lua (feat. Dennis e Pedro Sampaio)
  11. Cria de Favela
  12. Puta Cara
  13. Sabana
  14. Ahi (feat. Sam Smith)
  15. Mil Veces
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade