5 eventos ao vivo

Fãs picham e deixam flores em prédio de Chorão, em São Paulo

7 mar 2013
08h57
atualizado às 09h09
  • separator
  • 0
  • comentários

Fãs da banda Charlie Brown Jr. deixaram flores e picharam um portão ao lado do prédio onde Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto, na madrugada da última quarta-feira (6), no bairro de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

Além das flores, mensagens também foram colocadas no muro de vidro em frente ao condomínio. No portão, fãs escreveram “Chorão em memória” e “descanse em paz”. As homenagens chamaram a atenção dos pedestres que passavam pelo local.

O vocalista está sendo velado na quadra da Arena Santos, na Baixada Santista, onde amigos e familiares prestam os últimos tributos ao vocalista. Entre as personalidades presentes, estavam Di Ferrero e Conrado Grandino, do NX Zero, membros da banda como Champignon, o skatista Sandro Dias (Mineirinho), Marco Antônio e os atores Sandro Pedroso e Alexandre Frota.

Reservados, familiares e amigos preferiram não se expôr à mídia. O baixista Champignon estava abatido, usando camiseta preta e óculos escuros, e preferiu não dar entrevista, assim como o guitarrista Thiago Castanho.

Entenda o caso
Alexandre Magno Abrão, o Chorão, vocalista da banda Charlie Brown Jr., foi encontrado morto em casa, no bairro de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo, na última quarta-feira (6). Ele tinha 42 anos de idade. O motorista do cantor o encontrou desacordado e telefonou para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A Polícia Militar recebeu um chamado para averiguação de morte natural na residência do cantor às 5h18. O corpo foi encontrado no local e será examinado pela perícia. Inicialmente, o caso seria investigado pelo 14° DP, mas seguirá com o DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa). As causas da morte ainda são desconhecidas e o laudo sairá em 30 dias.

Segundo o delegado do DHPP, Itagiba Franco, Chorão tinha um quadro psicótico de perseguição. "Ele estava com machucados no corpo e encontramos um buraco na parede e o ar condicionado do apartamento quebrado, o que pode indicar socos ou chutes por parte do músico. O apartamento estava em total abandono e isso foi o que mais chocou", afirmou, em entrevista coletiva.

Sonia Abrão, apresentadora e prima de Chorão, não acredita que o cantor tenha cometido suicídio. "Ele prezava muito a família para tirar a própria vida", disse. Enquanto familiares de Chorão aguardavam em uma pequena sala do IML de São Paulo, Ricardo, irmão do cantor, e Graziella, ex-mulher do vocalista, iniciaram uma ríspida discussão, que pôde ser vista e ouvida da área externa do local. Foi possível constatar que Ricardo claramente xingou Graziella de "puta" e, posteriormente, foi para cima dela, com o intuito de lhe dar um empurrão. O contato só não ocorreu porque familiares os separaram e pediram calma.

Diversas celebridades como Xuxa, Angélica, Serginho Groisman, Luciano Huck e Negra Li lamentaram a morte do cantor. O Santos FC emitiu uma nota oficial de pesar. No próximo jogo, o time entrará de luto no campo e fará um minuto de silêncio.

O enterro do cantor Chorão, que foi encontrado morto na madrugada desta quarta-feira (6), será realizado nesta quinta-feira (7), às 17h. As informações são do site oficial da banda Charlie Brown Jr.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade