2 eventos ao vivo

Irmão fez de tudo para esconder da mãe morte de Chorão, diz amigo

6 mar 2013
21h40
atualizado às 22h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Dona Nilda, mãe Alexandre Magno Abrão, o Chorão, só soube da morte do filho na noite desta quarta-feira (6), de acordo com Rafael Tramonte, amigo próximo do cantor, que o conhecia há mais de 20 anos. O músico foi encontrado morto em sua casa, na zona oeste de São Paulo, pouco antes do amanhecer.

<p>Na foto, o irmão de Chorão e seu ex-cunhado</p>
Na foto, o irmão de Chorão e seu ex-cunhado
Foto: Bruno Santos / Terra

Proprietário de uma loja no Chorão Street Park, complexo de pistas de skate fundado pelo líder do Charlie Brown Jr. em Santos, Tramonte, também é conhecido pela alcunha de Pingo, afirmou que o irmão mais velho do músico, Ricardo, fez de tudo para esconder sua morte da mãe, devido a um AVC (Acidente Vascular Cerebral) sofrido recentemente por ela.

"Ricardo desligou as televisões e fez de tudo para poupá-la. Mas ela acabou descobrindo, de alguma forma. Espero que ela não venha, pois este é um ambiente muito forte para alguém nas condições que ela se encontra", disse Tramonte na chegada ao velório de Chorão, na Arena Santos, na Baixada Santista, nesta quarta.

Apesar da tristeza pela morte do amigo, Pingo não consegue deixar de pensar no futuro de sua loja e do complexo de pistas fundado por ele no litoral paulistano. "Essa pista foi um projeto dele, tinha a cara dele e a alma dele. Estamos de luto agora, mas é dificil pensar que um projeto privado bancado por 10 anos possa continuar vivo sem apoio. Vai ser dificil continuar com a pista", lamentou.

Fonte: Especial para Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade