PUBLICIDADE

Diretor do filme "Casa Gucci" protagonizado por Lady Gaga, rebate críticas  

2 dez 2021 13h54
ver comentários
Publicidade

Após o filme Casa Gucci, com Lady Gaga, faturar US$ 22 milhões apenas em sua estreia nos Estados Unidos, a família Gucci finalmente se pronunciou oficialmente sobre o assunto. O diretor do filme Ridley Scott não gostou muito do que leu, e rebateu as críticas dadas ao filme pela família.

Foto: Reprodução | Instagram | @ladygaga / The Music Journal

Em comunicado oficial, os herdeiros da família se disseram um pouco desconcertados com a produção do filme, ressaltaram que não houve comunicação nenhuma entre as partes.

Também comentaram sobre uma má representação da Família Gucci - "uma família da grife italiana como ignorantes e insensíveis com o mundo à sua volta".

"A produção do filme não se importou em consultar os herdeiros antes de descrever Aldo Gucci - presidente da empresa por 30 anos (interpretado por Al Pacino no filme) - e membros da família Gucci como bandidos, ignorantes e insensíveis com o mundo à sua volta", disse o comunicado oficial.

Após o informe da família, o diretor Ridley Scott não ficou calado frente as críticas: "As pessoas da família que estavam nos escrevendo no início foram assustadoramente ofensivas, dizendo que o Al Pacino não representava fisicamente Aldo Gucci de qualquer maneira. Mas, francamente, como eles poderiam ser melhores representados do que com Al Pacino? Vocês provavelmente têm os melhores atores do mundo, deveriam se sentir sortudos", declarou o cineasta.

A expectativa da Billboard é que Casa Gucci se torne o maior sucesso de um filme de drama na era da pandemia, até o momento. Os números de faturamento da estreia internacional do filme deverão ser revelados em breve.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Publicidade
Publicidade