PUBLICIDADE

Anitta enfrentará processo movido por fã que se sentiu constrangida em documentário

5 out 2021 10h02
ver comentários
Publicidade

A cantora Anitta enfrentará um processo movido pela fã Maria Ilza de Azevedo, mais conhecida como Tia Ilza por ter sido exposta sem o seu consentimento no documentário Anitta: Made In Honorio, disponível na plataforma Netflix.

Foto: Leon Rodrigues / The Music Journal

Em uma das cenas do longa-metragem, Tia Ilza aparece "invadindo" à casa da artista.

O processo segue seu trâmite desde o fim de 2020, contudo, só agora que Anitta foi citada em edital pela justiça.

O advogado Gabriel de Paula Ferreira, que defende Tia Ilza na justiça, disse ao Splash do UOL que sua cliente recebeu autorização para entrar na residência de Anitta e que ela se sentiu ridicularizada pela forma como foi retratada no documentário.

"Ela (Maria Ilza) foi categórica ao afirmar que não assinou documento nenhum. Apesar de idosa, ela é sã e está em plena consciência. Não haveria motivo para nos enganar. Ela não tem interesse em aparecer. Só quer a reparação do prejuízo que lhe foi causado", disse advogado Gabriel de Paula Ferreira sobre sua cliente.

Anitta está morando atualmente nos EUA e não foi localizada por um Oficial de Justiça, mas como foi citada no edital do processo, a artista terá 20 dias para se manifestar.

The Music Journal The Music Journal Brazil
Publicidade
Publicidade