PUBLICIDADE

Stephen Sondheim (1930-2021)

26 nov 2021 21h15
ver comentários
Publicidade
Foto: Wikimedia Commons / Pipoca Moderna

Stephen Sondheim, um dos maiores autores de musicais dos EUA, morreu nesta sexta-feira (26/11) em sua casa, no interior de Connecticut, aos 91 anos. A morte foi repentina e ainda não teve causa divulgada. Na noite anterior, ele tinha celebrado o dia de Ação de Graças em um jantar com amigos.

Considerado o principal letrista da Broadway da segunda metade do século 20, ele acumulou sucessos desde a década de 1950, colocando seu nome em clássicos como "West Side Story", "Company" e "Gypsy", entre outros. Seu trabalho foi sempre marcado pela originalidade, como a ideia transformar "Romeu e Julieta" numa disputa de delinquentes latinos de Nova York, em "West Side Story", ou musicar a história de um barbeiro serial killer em "Sweeney Todd".

Ao todo, ele venceu oito prêmios Tony (o Oscar do teatro), oito Grammys (o Oscar da música) e um Oscar (o Oscar), além de ter originado muitas adaptações de cinema.

Desde que a adaptação de "West Side Story", produzida em 1961, conquistou nada menos que 10 Oscars (incluindo Melhor Filme), suas obras se tornaram bastante visadas por Hollywood. O próprio "West Side Story", que é conhecido no Brasil pelo título nacional "Amor, Sublime Amor", está voltando às telas em dezembro, com uma nova filmagem dirigida por Steven Spielberg.

"Gypsy" foi a segunda adaptação em 1962 - lançada como "Em Busca de um Sonho" nos cinemas brasileiros. Outras adaptações de sucesso incluem "Sweeney Todd" em 2007, com Johnny Depp psicopata e direção de Tim Burton, e "Into the Woods" (ou "Caminhos da Floresta"), com Meryl Streep bruxa e direção de Rob Marshall em 2014.

Seus espetáculos também inspiraram documentários cultuados, como "Original Cast Album: Company", que registrou em 1970 os bastidores da trilha da peça "Company", com direção do mestre D.A. Pennebaker.

Soundheim ainda colaborou na criação de músicas para o cinema, vencendo o Oscar de Melhor Canção Original em 1991 por "Sooner or Later (I Always Get My Man)", cantada por Madonna no filme "Dick Tracy".

Além disso, foi roteirista, assinando episódios da série "Topper" nos anos 1950 - inspirada no filme "A Dupla do Outro Mundo" (1937) - , e o suspense criminal "O Fim de Sheila" (1979), de Herbert Ross.

Seu trabalho mais influente foi mesmo "West Side Story", musicado por Leonard Bernstein, que contou com direção e coreografia revolucionária de Jerome Robbins em 1957. Até então, os musicais eram conhecidos por representarem histórias românticas e superficiais, em que o mais importante eram as dançarinas bonitas e a exuberância visual. Com a peça materializada com as letras de Soundheim, o gênero se tornou sério, tanto em temática quanto em arte, combinando todo o potencial performático de dança, música e interpretação.

A Broadway nunca mais foi a mesma.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade