PUBLICIDADE

Ômicron: entrega do Oscar honorário de 2022 é adiada

O evento adiado homenagearia os atores Samuel L. Jackson ('Pulp Fiction'), Liv Ullmann ('Gritos e Sussurros'), entre outros

22 dez 2021 18h55
| atualizado às 20h40
ver comentários
Publicidade

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos Estados Unidos anunciou nesta quarta (22/12) o adiamento do Governors Awards, cerimônia tradicional de entrega dos Oscar honorários do ano, que aconteceria em 15 de janeiro. O motivo foi o aumento de casos de covid-19 no país, que sofre um surto da variante ômicron.

"Tomamos a difícil decisão de mudar nossos planos para o Governors Awards presencial do dia 15 de janeiro. Devido às incertezas quanto às variantes, e ao impacto que isso pode ter em nossa comunidade, sentimos que esta é a melhor e mais segura decisão a se tomar para os nossos premiados e convidados. Traremos uma nova data em breve, conforme continuamos a priorizar a saúde e bem-estar de todos os envolvidos", disse a Academia em comunicado.

Estatueta do Oscar em Los Angeles
07/02/2020 REUTERS/Mike Blake
Estatueta do Oscar em Los Angeles 07/02/2020 REUTERS/Mike Blake
Foto: Reuters

O evento adiado homenagearia os atores Samuel L. Jackson ('Pulp Fiction'), Elaine May ('Trapaceiros') e Liv Ullmann ('Gritos e Sussurros') com Oscars Honorários por suas carreiras, além do ator Danny Glover ('Máquina Mortífera'), laureado com o Prêmio Humanitário Jean Hersholt.

Já a divulgação dos indicados ao Oscar continua agendada para 8 de fevereiro, com a premiação presencial da Academia marcada para 27 de março em Los Angeles. A transmissão no Brasil será pelos canais Globo e TNT, e a plataforma Globoplay.

 

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade