PUBLICIDADE

Netflix vence processo contra "13 Reasons Why"

12 jan 2022 16h27
ver comentários
Publicidade
Foto: Divulgação/Netflix / Pipoca Moderna

A Netflix venceu o processo movido pelo americano John Herndon, que culpou a série "13 Reasons Why" de ter influenciado o suicídio de sua filha, Bella Herndon.

Em sentença expedida na terça (11/1), a juíza federal Yvonne Gonzalez Rogers entendeu que a plataforma de streaming não pode ser legalmente penalizada por recomendar aos assinantes qualquer dos títulos de seu catálogo.

"É um caso trágico, mas simplesmente não acho que o processo sobreviva", determinou a magistrada em seu parecer sobre o caso, baseando a decisão na proteção ao direito à liberdade de expressão.

Bella Herndon se suicidou por enforcamento no dia 18 de abril de 2017, em seu próprio quarto. Segundo seu pai, ela havia maratonado a série dias antes da decisão trágica.

Em agosto do ano passado, ele resolveu processar a Netflix, pedindo que a empresa fosse responsabilizada por recomendar "13 Reasons Why" a "crianças vulneráveis", segundo o texto da ação.

Em dezembro, a companhia de streaming impetrou uma moção pedindo o indeferimento do processo aberto por Herndon. O pedido foi acatado.

Caso esteja pensando ou conheça alguém pensando em suicídio, procure ajuda no CVV e os CAPS (Centros de Atenção Psicossocial) da sua cidade. O CVV (https://www.cvv.org.br/) funciona 24 horas por dia (inclusive aos feriados) pelo telefone 188, e também atende por e-mail, chat e pessoalmente. São mais de 120 postos de atendimento em todo o Brasil.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Publicidade
Publicidade