PUBLICIDADE

Mingau dá 1º beijo na filha três meses após ser baleado na cabeça

Baixista da banda Ultraje a Rigor está internado em São Paulo desde setembro

3 dez 2023 - 11h21
(atualizado em 4/12/2023 às 09h08)
Compartilhar
Exibir comentários
Mingau aparece beijando filha três meses após ser baleado: 'Vou chorar':

O músico Rinaldo Oliveira Amaral, mais conhecido como Mingau, deu mais um passo em sua recuperação e conseguiu dar os primeiros beijos na filha. O baixista da banda Ultraje a Rigor está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital em São Paulo desde o começo de setembro quando foi baleado na cabeça em Paraty, no Rio de Janeiro. 

No Instagram, Isabella Aglio mostrou o pai dando beijos nela. "Não acredito (..) eu te amo, eu te amo. Vou chorar", diz a filha do músico de 56 anos. "Estou chorando de felicidade", explica. 

Filha mostrou beijo de Mingau
Filha mostrou beijo de Mingau
Foto: Reprodução/Instagram

Mingau foi baleado na cabeça em Paraty, no Rio de Janeiro, quando entrou com o carro em uma comunidade dominada pelo tráfico de drogas. Ele foi atendido em um hospital da região, e depois foi levado de helicóptero para São Paulo, onde passou por uma cirurgia intracraniana de emergência.

Entenda o caso 

Mingau, de 56 anos, sofreu uma tentativa de assalto em Paraty, no Rio de Janeiro, na madrugada de 3 de setembro. Na ação, o músico foi alvo de vários disparos efetuados por criminosos armados. Após transferência para São Paulo, ele fou submetido a uma cirurgia intracraniana de emergência, com duração de 3h30.

Além de prender um homem suspeito de ser o responsável pelo tiro na cabeça do baixista, a Polícia Civil identificou mais três suspeitos que estariam envolvidos no crime. Uma operação integrada busca localizar o trio. 

De acordo com o delegado Marcello Russo, a identificação dos três ocorreu durante a operação que capturou o homem identificado como Relíquia, na tarde de domingo, 3, na Ilha das Cobras, em Paraty, no Rio de Janeiro. Na ação, os policiais encontraram dezenas de porções de drogas, como cocaína, maconha e loló, além de carregadores de armas, uma pistola glock com numeração raspada, uma .40, supostamente utilizada na tentativa de homicídio. 

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade