PUBLICIDADE

IBGE revela que quase metade dos lares brasileiros tem Smart TVs

17 set 2022 - 18h53
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Divulgação/Samsung / Pipoca Moderna

Um estudo do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apresentado na sexta (16/9) revelou que quase metade dos lares brasileiros já assiste suas séries e programas favoritos na tela grande de uma Smart TV.

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), realizada no quarto trimestre de 2021, 44,4% dos domicílios do país estão usando televisores para se conectar à internet e assistir streaming, superando pela primeira vez os computadores, que caíram de 45,2% para 42,2%. Ambos, porém, perdem para os celulares, preferência em 99,5% dos lares.

Os números não são excludentes, uma vez que quem acessa pelo celular, também pode acessar pela TV ou o computador.

Ao assumir a vice-liderança entre os dispositivos que os brasileiros mais usam para acessar a internet, as TVs registraram um crescimento de 12,1% em relação ao levantamento anterior, realizado em 2019, e deram um salto gigantesco em relação à primeira pesquisa do tópico - representavam 11,7% dos acessos à internet em 2016.

Além disso, os domicílios com internet somaram 90% na nova pesquisa, 6% a mais do que em 2019. Ou seja, apenas 10% dos lares brasileiros não tem acesso à internet. Ainda assim, a maior parte desse acesso se deve à telefonia.

Outra revelação do estudo foi que, de 2019 para 2021, o número de lares com TV no Brasil subiu de 68,4 milhões para 69,6 milhões e 91% desses aparelhos recebem os sinais de TV digital aberta, que fez sua estreia no Brasil há 15 anos. Ainda segundo a pesquisa, 96,2% das moradias urbanas e 90,8% das rurais tem televisor no país.

O aumento de acesso à internet na TV já estaria impactando outras tecnologias.

O número de domicílios com antena parabólica caiu de aproximadamente 27% para cerca de 22,6%, totalizando 15,7 milhões de lares - 56,1% concentrados em área rural.

Mas onde há maior impacto é na queda no número de assinaturas de TV paga.

De 2019 a 2021, o percentual de domicílios brasileiros com TV por assinatura caiu de 30,3% para 27,8%. Para 43,5% dos entrevistados que não tem acesso à TV paga, o serviço é caro, outros 45,6% não têm interesse, e 8,7% substituíram os pacotes de televisão por serviços de streaming.

O estudo é abrangente, mas mais antigo que o realizado pela empresa Nielsen, em parceria com a MetaX, que revelou há duas semanas um número maior de lares com Smart TVs: 61% dos domicílios brasileiros.

A diferença pode ser atestada pelo crescimento das vendas dos aparelhos em períodos promocionais, como Black Friday e Natal, que não teriam sido aferidos na pesquisa do IBGE.

Além disso, a Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos) apontou uma expectativa de crescimento ainda maior para televisores mais modernos neste segundo semestre, especialmente entre os modelos de 50 a 65 polegadas, para a Copa do Mundo.

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Publicidade