0

Conheça Allejo, a lenda do PES que foi maior do que Pelé

Maior do que Pelé, Maradona e Garrincha... Juntos! É hora de conhecer a história da maior lenda do Pro-Evolution Soccer.

18 set 2018
08h09
atualizado às 08h09
  • separator
  • comentários

Responda rápido: qual o maior jogador brasileiro de futebol de todos os tempos? Pelé? Garrincha? Rivelino? Sócrates? Raí? Se você respondeu qualquer um desses, está redondamente enganado. O maior jogador da história é Allejo. Pergunte para qualquer fã de videogame dos anos 1990 e não haverá outra resposta. E se tiver, acredite, está errada.

O mito de Allejo nasceu de uma conjunção de fatores curiosa, que mistura direitos autorais, bom humor e a paixão do brasileiro por futebol. Mas a história do mito nasceu muito antes do que se imagina.

Foto: Reprodução

Tudo começou em novembro de 1994, quando a Konami lançou no Japão o jogo Jikkyō World Soccer: Perfect Eleven, conhecido no Ocidente como International Superstar Soccer. Como a Konami não tinha os direitos autorais sobre alguns jogadores reais, acabou criando nomes fictícios como Kolle (Lothar Matthäus, da Alemanha), Capitale (Batistuta, da Argentina), Redonda (Maradona), Milakov (Stoichkov, da Bulgária), Murillo (Valderrama, da Colômbia), Van Wijk (Ruud Gullit, da Holanda), Gomez (Romário, do Brasil) e Galfano (Roberto Baggio, da Itália), entre tantos outros.

Na Seleção Brasileira, o maior mito de todos foi Allejo. É senso comum que Allejo era o Bebeto, que naquela época estava em seu auge e também usava a camisa de nº 7. Mas muitos fãs encontram “traços” de Romário em seus dribles, enquanto outros acreditam que anos mais tarde ele seria o Ronaldo Fenômeno da época em que ele era não-gordo ― pois na versão para Nintendo 64 Allejo era careca e passou a usar a camisa 9.

Apesar do senso comum, o fato é que a Konami nunca se pronunciou sobre o tema e, quando o jogo chegou ao Brasil, já em 1996, Allejo se tornou um ídolo instantâneo.

Os dribles de Allejo eram precisos, rápidos, com chutes fortes e certeiros. Considerando que aquela era uma era de jogos em 16-bit, a movimentação era até mais importante do que os gráficos. E foi nesse contexto que os fãs de International Superstar Soccer aprenderam todos os macetes do “atleta”, que se tornou uma verdadeira lenda no país.

Passadas mais de duas décadas do lançamento original do jogo, Allejo ainda é uma lenda, com sites, blogs, fan-pages em redes sociais, camisetas e autênticos fã-clubes do “jogador”. Não tem um fã do game de futebol da Konami dos anos 1990 que não seja também fã de Allejo.

Foto: Reprodução

Curiosamente, o game foi desenvolvido pelo estúdio na Konami na Alemanha, mas finalizado no Japão, sob a batuta de Yasuo Okuda, que também assinou títulos como Teenage Mutant Ninja Turtles: Tournament Fighters (1993), Tiny Toon Adventures: Buster Busts Loose! (1992), The Legend of the Mystical Ninja (1991) e Castlevania III: Dracula's Curse (1989).

O sucesso de Allejo foi tanto que ele também esteve no International Superstar Soccer De Luxe (1995, o primeiro a ser lançado simultaneamente para PlayStation) e International Superstar Soccer 64 (de 1997, exclusivo para o Nintendo 64).

Portanto, caro leitor, podemos dizer com toda autoridade: não vimos Pelé jogar, mas vimos Allejo! Afinal, é como diz a lenda: em 1987, Allejo jogou pelo Sport Recife e pelo Flamengo ao mesmo tempo. Por isso os dois foram campeões... Ao mesmo tempo! (isso é só brincadeira, OK?)

 

Geek

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade