1 evento ao vivo

7 sessões de filmes que marcaram época na TV aberta

27 mar 2019
18h09
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Houve uma época em que assistir filmes era bem mais complicado. Se você não tinha como alugar fitas VHS porque não tinha videocassete, dependia das exibições no cinema ou alguma reprise na TV.

Muitas sessões de filmes da TV aberta tinham identidade própria, com exibições que deixavam muita gente dando pulos de alegria quando aparecia alguma reprise ou exibição inédita. Vamos relembrar 7 sessões de filmes que marcaram época na tv aberta.
 

Sessão Bang Bang (Record)

Clássica sessão de filmes de faroeste da emissora paulista. Ganhou um revival nos anos 1990, quando já começava a ser exibida em rede para todo Brasil via parabólica. Os nostálgicos dos anos 1980 devem lembrar da sessão Bang Bang à Italiana, com a mesma premissa. Muito tiro e cowboys montados em seus cavalos em produções de Sergio Leone e outros grandes clássicos do spaghetti western. A Sessão Bang Bang saiu do ar em 1997.
 

Cinema Nacional (Rede Manchete)

Não confundir com a sessão homônima da Rede Globo. Aqui o caso era bem diferente: pornochanchadas dos anos 1970 e 1980 nos fins de noite da emissora da Rua do Russsel. Era o ponto ideal para quem gostava de ver uma pornografia leve e dava muita risada com as insólitas situações do cinema nacional. Teve diversas exibições ao longo do tempo na emissora, mas saiu do ar definitivamente em 1994.
 

Intercine (Globo)

Primeira sessão interativa de filmes da tv aberta. O espectador tinha duas opções e o filme mais votado, via telefone, era exibido no dia seguinte. Nesta sessão o cardápio era bem variado, sendo exibidos tanto comédias quando dramas e filmes de ação. A Rede TV, logo em seu lançamento, bem que tentou fazer algo parecido, com o TV Escolha, mas o programa logo foi descartado. O Intercine estreou em 1996 e ficou nas madrugadas da Globo até 2010.
 

Sessão das Dez (SBT)

Um dos clássicos do SBT junto com o Cinema Em Casa, a Sessão das Dez era exibida sempre aos domingos após o programa Silvio Santos. O programa exibia vários tipos de filmes, mas o grande foco eram os filmes de terror e ação, que concorriam diretamente com o Domingo Maior, da Rede Globo. Era a casa de Braddock, McQuade – O Lobo Solitário, Sepultado Vivo, O Homem Cobra, Gremlins e uma porção de outros filmes baratos. A Sessão era exibida duas vezes na noite, com o filme ganhando uma reprise assim que terminava. Esta tática muito provavelmente se dava para quem começava a acompanhar o filme na metade, mudando da Globo para o SBT. Além disso, Silvio Santos tinha o hábito de anunciar os filmes, que mesmo não tendo assistindo, sua mulher tinha assistido e comentado que eram muito bons!
 

Força Total (Bandeirantes)

Sessão de filmes de porradaria da Bandeirantes. Também adaptada como Sessão Kickboxer, trazia algumas pérolas Código de Honra, Punhos de Sangue, Retroceder Nunca Render-se Jamais, Olhos de Serpente, Dragão Ninja, entre outros. Era a casa de gente como Bolo Yeung, Billy Blanks, Jean Claude Van Damme, Cynthia Rothrock e outras feras das artes marciais e dos filmes de ação. Saiu do ar ainda nos anos 1990.
 

Cine Trash (Bandeirantes)

José Mojica Marins, o Zé do Caixão, apresentava essa vespertina sessão de filmes trash, trazendo o melhor entre os piores filmes de terror. Zé era um dos destaques do programa, prometendo rogar mil pragas nos espectadores que não assistissem as pérolas que ele apresentava. A sessão estreou em 5 de fevereiro de 1996, trazendo Halloween 4: O dia das Bruxas como o filme de estreia. Inúmeras bizarrices foram exibidas, como O Armário do Diabo, Expresso Macabro, Abelhas Assassinas, Olhos Famintos, A Banda Maldita, Palhaços Assassinos do Espaço Sideral, entre outros. O Cine Trash saiu do ar em 1997, quando já era exibido apenas semanalmente, às segundas-feiras pela noite.
 

Sexta Sexy/Cine Privé (Bandeirantes)



Clássica sessão de softcore da Bandeirantes. Inicialmente chamada de Sexta Sexy, mudou de nome para Cine Privé quando passou a ser exibida aos sábados. O grande destaque da sessão foram os filmes da nova versão de Emanuelle, que já encantava o pessoal da mão grande desde os anos 1970.

Cine Trash, com Zé do Caixão
Cine Trash, com Zé do Caixão
Foto: Bandeirantes / Reprodução


Tem mais alguma sessão de filmes que marcou sua vida? Deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos, afinal, eles também podem ter alguma sessão favorita e que não apareceu por aqui.

Veja também:

Cyberpunk ganha novo capítulo de polêmicas
Geek
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade