PUBLICIDADE

'Rust': armeira estaria de ressaca no dia da morte da diretora de fotografia

A tentativa de Hannah Gutierrez-Reed de ter sua acusação de homicídio culposo descartada recebeu uma resposta forte dos promotores.

14 jun 2023 - 20h14
(atualizado em 15/6/2023 às 12h05)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Facebook/Voices of the West / Pipoca Moderna

A tentativa da armeira Hannah Gutierrez-Reed de ter sua acusação de homicídio culposo descartada no caso da morte da diretora de fotografia Halyna Hutchins em 2021, durante as filmagens de 'Rust', recebeu uma resposta forte dos promotores. Eles destacaram que Gutierrez-Reed "tem um histórico de comportamento imprudente que resultou em perda de vida humana e é do interesse público que ela finalmente seja responsabilizada".

No documento apresentado na semana passada em resposta à moção de Gutierrez-Reed para que sua acusação criminal fosse descartada, os promotores especiais de Novo México, Kari Morrissey e Jason Lewis, argumentaram que ela não estava sendo processada seletivamente. Segundo eles, testemunhas confirmaram que Gutierrez-Reed estava "bebendo muito e fumando maconha à noite durante as filmagens de 'Rust'", e que provavelmente estava de ressaca na manhã de 21 de outubro de 2021, quando uma arma antiga carregada com uma bala real foi entregue para Alec Baldwin e disparou durante um ensaio, matando Hutchins.

 

Acusações contra Hannah Gutierrez-Reed

De acordo com a promotoria, "a Sra. Gutierrez está sendo processada adequadamente porque sua principal função como armeira no set de 'Rust' era garantir a segurança das armas". Alegam que sua "falha imprudente resultou na morte sem sentido de outro ser humano".

A acusação é enfática ao pontuar que "tudo o que a ré Gutierrez precisava fazer era sacudir cada bala e garantir que ela chacoalhasse antes de colocá-la na arma – ela falhou e matou alguém". Os promotores também relembraram um caso anterior no qual Gutierrez foi processada civilmente por fornecer as chaves de sua motocicleta a uma pessoa intoxicada que, previsivelmente, se envolveu em um acidente de trânsito que resultou na morte de alguém.

O advogado de Gutierrez-Reed, Jason Bowles, reagiu às acusações nesta quarta-feira (14). Ele disse em um comunicado que "a promotoria lidou tão mal com este caso e o caso é tão fraco que agora eles estão recorrendo a táticas de assassinato de caráter para contaminar ainda mais a imprensa e o júri".

 

Armeira já teve problemas com Nicolas Cage

Hannah Gutierrez-Reed já havia se envolvido em polêmica em seu trabalho anterior, e com ninguém menos que o astro Nicolas Cage. O conflito aconteceu durante as gravações de 'The Old Way', segundo apurou o site The Wrap. O ator teria surtado no set, após a armeira disparar três vezes seguidas com um revólver sem dar aviso prévio aos seus colegas. Stu Brumbaugh, maquinista-chefe do faroeste estrelado por Cage, afirmou que, após os disparos, o ator teria gritado: "Dê um aviso antes, você acabou de explodir a p*r*a dos meus tímpanos!".

Brumbaugh também contou que pediu a um assistente de direção para que Gutierrez-Reed fosse demitida ainda naquele mesmo dia por conta de sua inexperiência, decisão que teria sido apoiada por Cage.

Além disso, o site Daily Beast afirmou que as filmagens de 'The Old Way' chegaram a ser interrompidas porque ela teria entregue uma arma para uma menina de 11 anos de idade sem verificar corretamente seu carregamento.

Segundo uma fonte da produção, membros da equipe intervieram para que a arma dada à atriz infantil Ryan Kiera Armstrong fosse verificada antes do começo das filmagens, porque Gutierrez-Reed tinha descarregado a arma no chão, "onde havia pedrinhas e outras coisas", segundo relato. "Não a vimos checar, não sabíamos se tinha alguma coisa no barril ou não", disse a fonte à publicação.

'The Old Way' marcou o primeiro trabalho da jovem de 24 anos como armeira. 'Rust' foi apenas o segundo.

Ela conseguiu emprego nesta área por ser filha de um dos maiores atiradores dos EUA, Thell Reed, grande campeão de competições de tiros e que também é um dos armeiros mais requisitados de Hollywood, responsável pelas armas usadas em filmes como 'Tombstone' (1993), 'Los Angeles: Cidade Proibida' (1997), 'Os Indomáveis' (2007) e o recente 'Era uma Vez em… Hollywood' (2019).

 

O acidente fatal

Em outubro de 2021, um tiro acidental no set de 'Rust' matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins. Além dela, o diretor Joel Souza também foi ferido, mas se recuperou e já retomou a carreira, inclusive terminando a filmagem do western.

A arma que disparou o tiro fatal foi entregue por Hannah Gutierrez-Reed ao diretor assistente David Halls, que por sua vez a levou até Alec Baldwin, afirmando que ela não continha munição. Após o acidente, o ator ainda alega que não puxou o gatilho da arma, mas ela disparou assim mesmo. O FBI discordou dessa alegação em um relatório divulgado em 2022.

David Halls, que não contestou a acusação de manuseio inseguro de arma de fogo carregada, fechou acordo com a promotoria e tem cooperado com a investigação. Ele admitiu não ter conferido se a arma estava realmente descarregada.

 

A situação de Alec Baldwin

Assim como Gutierrez-Reed, Baldwin foi acusado de homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e iria a julgamento. Entretanto, as acusações contra ele foram retiradas no final de abril.

Os promotores, porém, agora afirmam que uma decisão sobre se ele será acusado novamente poderá ser tomada no início de agosto. "Se for determinado que a arma não falhou, as acusações contra o Sr. Baldwin prosseguirão", disseram os promotores em resposta à moção da armeira. "A promotoria espera tomar uma decisão final de acusação em relação ao Sr. Baldwin nos próximos 60 dias".

Pipoca Moderna Pipoca Moderna
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade