PUBLICIDADE

Inocentado de acusações, Kevin Spacey diz que '#MeToo' exagerou; colegas pedem a volta do ator

Ator de 'House of Cards' e 'Beleza Americana' foi 'cancelado' em Hollywood; documentário recém-lançado traz novas denúncias sobre seu comportamento impróprio

19 mai 2024 - 10h55
Compartilhar
Exibir comentários

Inocentado na justiça de várias denúncias de abuso e assédio sexual, o ator Kevin Spacey ganhou apoio de colegas para um retorno a Hollywood. Liam Neeson, Sharon Stone, F. Murray Abraham e Stephen Fry se pronunciaram ao jornal The Telegraph pedindo o retorno de Spacey à indústria.

Imagem de divulgação da série documental sobre abusos cometidos pelo ator de HollyWood Kevin Spacey
Imagem de divulgação da série documental sobre abusos cometidos pelo ator de HollyWood Kevin Spacey
Foto: Divulgação / Estadão

"Eu mal posso esperar para ver Kevin de volta. Ele é um gênio. Ele também é elegante e divertido, generoso e sabe mais sobre nosso ofício do que vários jamais saberão. É terrível como estão o culpando por não serem capazes de chegar a uma conciliação consigo mesmos, por não conseguirem seguir com suas agendas secretas", disse Stone.

No ano passado, Spacey foi inocentado de nove acusações criminais no Reino Unido, mas o serviço de streaming Max acaba de lançar o documentário Kevin Spacey: A História Não Contada, que traz novas denúncias contra o ator americano, de 64 anos.

Spacey respondeu às denúncias em rara entrevista a NewsNation: "Estou tentando mostrar que ouvi. Aprendi. Recebi a mensagem. Sinto muito fortemente que, quaisquer erros que cometi na minha vida, paguei um preço", disse.

Ele também afirmou que o movimento #MeToo "exagerou muito na direção da injustiça" e alertou para o risco de "o pêndulo da justiça oscilar demais para o lado oposto".

Spacey pode interpretar Sinatra

Outra figura importante de Hollywood a defender o ator foi o diretor e roteirista Paul Schrader, de clássicos como Taxi Driver e Touro Indomável e que está lançando em Cannes seu novo trabalho Oh, Canada.

Em entrevista a Variety, o cineasta disse que conversou com Kevin Spacey para que ele protagonize uma cinebiografia de Frank Sinatra e afirmou que "a cultura do cancelamento vai deixá-lo em paz".

Imagem de divulgação da série documental sobre abusos cometidos pelo ator de HollyWood Kevin Spacey
Imagem de divulgação da série documental sobre abusos cometidos pelo ator de HollyWood Kevin Spacey
Foto: Divulgação / Estadão
Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade