PUBLICIDADE

Filme italiano entra em longlist do Oscar de melhor estrangeiro

Produção retrata história de jovens migrantes que atravessam a África

8 dez 2023 - 14h58
(atualizado às 15h12)
Compartilhar
Exibir comentários

O filme italiano "Io Capitano", dirigido pelo cineasta Matteo Garrone e que disputa uma vaga entre os concorrentes ao prêmio de melhor filme estrangeiro no Oscar de 2024, entrou na "longlist" dos 88 títulos identificados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas para a disputa pela estatueta da categoria.

Filme tenta vaga para disputar Oscar
Filme tenta vaga para disputar Oscar
Foto: ANSA / Ansa - Brasil

A lista dos 15 longas candidatos ao prêmio será oficializada no dia 21 de dezembro, enquanto os cinco concorrentes oficiais ao Oscar de 2024 serão definidos em 23 de janeiro. A 96ª premiação anual está marcada para 10 de março no Teatro Dolby, em Los Angeles.

Um sinal importante para a produção de Garrone chegará do European Film Awards (EFA), que será realizado no próximo dia 9 de dezembro, em Berlim, onde concorre diretamente com outros longas na disputa, como "Anatomia de uma queda", da francesa Justine Triet; "Folhas de Outono", de Aki Kaurismäki; "Green Border", da polonesa Agnieszka Holland; "Zona de Interesse", do britânico Jonathan Glazer.

Na categoria de melhor documentário estão 167 títulos elegíveis identificados pela Academia. Entre eles estão dois italianos, "In Viaggio", de Gianfranco Rosi, o qual o cineasta refaz as missões do papa Francisco; e "Umberto Eco - A biblioteca do mundo de Davide Ferrario".

Além disso, 33 filmes concorrem ao Oscar de melhor longa-metragem de animação, desde "The boy and the heron", de Hayao Miyazaki, à nova criação da Disney, "Wish".

Vencedor do Leão de Prata na edição 2023 do Festival de Cinema de Veneza, "Io Capitano" retrata a história de dois jovens migrantes senegaleses que atravessam a África, com todos os seus perigos, em busca do sonho de chegar à Europa.

O diretor de "Dogman" e "Pinóquio" mostra Seydou e Moussa deixando Dakar em meio aos tormentos do deserto, o horror dos centros de detenção na Líbia e os perigos do mar. .

Ansa - Brasil   
Compartilhar
Publicidade
Publicidade