PUBLICIDADE
URGENTE
Saiba como doar qualquer valor para o PIX oficial do Rio Grande do Sul

Precisamos falar sobre o sucesso de figuras como Jeff Dahmer

Ygor Palopoli discute a popularização do gênero ''true crime' e a possível glamourização de figuras que deveriam ser esquecidas para sempre

6 out 2022 - 09h51
Compartilhar
Exibir comentários
'True crime': estamos glamourizando serial killers? :

É sexta-feira à noite. Depois de mais uma semana estressante, você liga algum de seus serviços de streaming procurando alguma coisa para assistir e se depara com um padrão bem específico: séries e filmes sobre casos de crimes reais aparecem no menu de indicações em uma quantidade cada vez maior. Se lhe parece que este conteúdo específico está se tornando uma febre, é porque de fato está.

Evan Peters como o serial killer Jeffrey Dahmer na série 'Dahmer: Um Canibal Americano', da Netflix
Evan Peters como o serial killer Jeffrey Dahmer na série 'Dahmer: Um Canibal Americano', da Netflix
Foto: Divulgação/Netflix

De alguns anos pra cá, a presença de serial killers e psicopatas entre as obras mais assistidas da Netflix, por exemplo, acendeu nos estúdios e nos realizadores ao redor do mundo uma luz que indica um negócio lucrativo - e bastante. Hoje eu quero falar aqui não apenas sobre a recém estreante série do Jeffrey Dahmer no meio disso tudo, mas também um pouco sobre o porquê disso estar acontecendo. De onde isso veio?

No vídeo de hoje do Entre Telas, Ygor Palopoli vai abordar a origem do conteúdo True Crime na mídia, como ele vem se espalhando a passos largos e o que isso pode significar para o futuro da indústria, e até mesmo para uma glamourização social de figuras que deveriam ser esquecidas para sempre.

O serial killer Jeffrey Dahmer
O serial killer Jeffrey Dahmer
Foto: Divulgação/Netflix
Fonte: Ygor Palopoli
Compartilhar
Publicidade
Publicidade