PUBLICIDADE

'A Órfã' da vida real: conheça o curioso caso de Natalia Grace, acusada de mentir idade e atentar contra vida dos pais

Documentário que conta a história que aconteceu nos Estados Unidos está disponível na Max.

28 fev 2024 - 12h12
Compartilhar
Exibir comentários

Era 2010 quando o então casal Michael e Kristine Barnett adotou uma menina ucraniana de seis anos de um orfanato na Flórida. Três anos depois, os dois se mudaram para o Canadá levando apenas o filho de 17 anos, um rapaz autista que já era doutor em Física Quântica, para ele continuar os estudos. A justificativa para deixar Natalia para trás, completamente sozinha, era simples, mas assustadora: segundo eles, ela não era uma criança, e sim uma adulta de 20 anos que já os havia ameaçado de morte mais de uma vez. 

Foto: Reprodução/Max

O polêmico caso, que se assemelha à história do filme 'A Órfã' (2009), ainda não foi solucionado, mas é o tema de um novo documentário que estreou nesta terça-feira (27) na Max, chamado 'O Curioso Caso de Natalia Grace'

O que dizem os Barnett?

Acusado de abandono, o ex-casal, agora divorciado, alega que logo percebeu que a menina era adulta. Kristine era especialista em educação infantil, e alega que Natalia já usava um vocabulário de pessoa adulta e apresentava desenvolvimento sexual e menstruava apesar da aparente pouca idade. Quando foram para o Canadá, os dois pagaram um ano de aluguel para Natalia em Lafayette, Indiana, além de um plano de saúde e vale-refeição. Depois deste tempo, ela foi despejada e começou a receber ajuda de vizinhos. 

Foto: Reprodução/Max

Em entrevistas concedidas a tablóides britânicos, Michael e Kristine afirmam que ficavam assustados porque Natalia "aterrorizava a família", fantasiava sobre matá-los e que chegou a colocar água sanitária em um café para envenená-los.

Qual é a verdade sobre Natalia Grace?

Tudo o que se sabe até o momento são versões. O fato é que Natalia é uma pessoa com nanismo. Ela apresenta um tipo raro da condição, chamado de displasia espondilometafisária. 

Segundo o jornal El País, os dados fornecidos pelas autoridades ucranianas sobre ela são incompletos, o que dificulta as investigações sobre a sua real idade e história de origem. Além disso, os Barrett acusam os documentos de serem falsos e, em virtude do nanismo, os métodos tradicionais para calcular a idade da menina, como arcada dentária e óssea, não funcionam com precisão no caso de Natalia. 

Foto: Reprodução/Max

 A idade de Natalia, portanto, continua um impasse. Em 2012, Michael e Kristine conseguiram na Justiça que a data de nascimento dela fosse alterada na certidão, de 2003 para 1989. Com isso, eles se livrariam da acusação de abandonar uma pessoa menor de idade.

Embora perante a lei ela seja uma mulher adulta, Natalia ainda é classificada como uma pessoa com deficiência. Por isso, a mudança não livra o ex-casal da acusação, já que eles são enquadrados com dois crimes de abandono: de menor e de pessoa com deficiência. 

O que o documentário revela?

Em 2012, Natalia passou um tempo em um hospital psiquiátrico, após ter atacado a mãe da família que a adotou pela segunda vez, e foi diagnosticada pelos médicos como sociopata. Vários funcionários contam, sob a condição de anonimato, que ela recebeu alta após fazer comentários sexuais "inapropriados" para outros pacientes do sexo masculino. Durante a internação, foi diagnosticado que ela teria um distúrbio de personalidade que só costuma aparecer após os 16 anos. 

Análises da arcada dentária sugerem que Natalia de fato era uma pessoa adulta na época da adoção, mas a sua condição genética faz com que os resultados possam ser imprecisos. O jornal El País explica que o desenvolvimento precoce é compatível com alguns tipos de displasias ósseas, mas não se sabe se a de Natalia provoca esse tipo de alteração corporal. 

A primeira temporada de 'O Curioso Caso de Natalia Grace', disponível na Max, conta com seis episódios, que narram os fatos do ponto de vista dos Barrett. A segunda temporada, ainda inédita no Brasil, traz depoimentos da própria Natalia e um encontro dela com Michael. 

Fonte: Redação Entre Telas
Compartilhar
Publicidade
Publicidade