0

Tommy Wiseau fez "teste" para interpretar o Coringa e nós estamos sem palavras

O "artista do desastre", realizador do melhor pior filme de todos os tempos, ataca novamente.

12 mar 2018
19h24
  • separator
  • comentários

Você vai esquecer que lendas da sétima arte já interpretaram o vilão mais icônico da DC Comics nos cinemas depois de ver o que Tommy Wiseau preparou. O ator responsável pelo célebre e infame The Room, cultuado como um dos melhores piores filmes de todos os tempos, gravou um teste para o papel de Coringa.

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

O vídeo, produzido pelo canal Nerdist, surge na esteira de uma campanha que Wiseau tem feito para estrelar o filme dedicado ao vilão que a Warner Bros. pretende produzir fora do Universo Estendido da DC. No material, o ator usa seus trejeitos excêntricos para compor um Palhaço do Crime afetado e, de certa forma, assustador. Afinal, quem são Heath Ledger e Jack Nicholson perto dessa lenda?

"Você já dançou com o Diabo debaixo da pálida luz da lua?", se pergunta Wiseau, em alusão uma linha de diálogo de Batman (1989). Direto de Batman - O Cavaleiro das Trevas (2008), " Why so serious ?" ganhou um contorno dramático indescritível ao ser proferida por Wiseau. O vídeo conta com o ator revivendo monólogos clássicos do personagem nos cinemas e nas séries animadas dubladas por Mark Hammil.

Wiseau voltou para os holofotes em 2017 quando foi tema do drama cômico Artista do Desastre, longa-metragem dirigido, produzido, roteirizado e estrelado por James Franco que recria o processo de produção de The Room.

O filme venceu o Globo de Ouro de melhor ator em um filme de comédia ou musical. Ao receber o prêmio, Franco convidou Wiseau para subir o palco com ele, mas não deixou o homem que inspirou Artista do Desastre falar. Depois, em entrevista para a Rolling Stone, Wiseau afirmou que sua mensagem era: "Se muitas pessoas amassem umas às outras, o mundo seria um lugar melhor para viver. Vejam The Room, se divirtam, aproveitem a vida. O Sonho Americano está vivo, e é real."

AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade