0

Bilheterias Brasil: Entenda o desempenho de Aquarius nos cinemas

O filme já está perto de superar o público de O Som ao Redor, trabalho anterior do diretor Kleber Mendonça Filho.

6 set 2016
14h56
  • separator
  • comentários

Fazia tempo que um filme brasileiro não fazia tanto barulho quanto Aquarius. Por mais que tenha sido bastante elogiado por boa parte da crítica ( nota máxima dada pelo

Foto: AdoroCinema / AdoroCinema

AdoroCinema

, média de 4,4 estrelas pela imprensa em geral e aprovação de 94% no Rotten Tomatoes), ainda assim o novo trabalho do diretor  Kleber Mendonça Filho tem sofrido constantes ataques em decorrência do protesto anti-impeachment feito durante o Festival de Cannes, no qual declarou que o Brasil sofria um golpe de estado.



Após meses de espera,

Aquarius

enfim chegou aos cinemas nacionais na última quinta-feira, 1º de setembro. Como de hábito, o

AdoroCinema

publicou na segunda a notícia sobre as bilheterias brasileiras do fim de semana, tendo por base os números provisórios divulgados. A quantidade definitiva apenas é divulgada às terças, como alertamos toda semana.




Dito isso, é hora de analisar os números de

Aquarius

em seus quatro primeiros dias de exibição. Ao todo, o filme foi visto por 55.724 espectadores, ocupando o 10º lugar no ranking semanal. Lançado em 92 salas, teve uma média de 606 pessoas/sala, a segunda melhor entre os filmes em cartaz - perde apenas para Pets - A Vida Secreta dos Bichos, com média de 691 espectadores e exibido em 1064 salas.



Vale ressaltar também que

Aquarius

já tem mais que a metade do público total do filme anterior do diretor Kleber Mendonça Filho, O Som ao Redor, visto por 94.922 pessoas. Entretanto, o lançamento de

Aquarius

também foi bem maior, visto que

O Som ao Redor

estreou em apenas 13 salas.



Aquarius

é um dos candidatos à vaga brasileira ao Oscar 2017 de melhor filme estrangeiro, ao lado de outros 16 filmes. A disputa deste ano tem sido repleta de polêmicas devido à presença do jornalista Marcos Petruccelli na comissão de seleção, devido a acusações e ironias publicadas em suas redes sociais logo após a exibição de

Aquarius

no Festival de Cannes. Petruccelli, por sua vez, declarou em artigo publicado na Folha de S. Paulo que as críticas eram voltadas ao diretor Kleber Mendonça Filho, não ao filme.



Tal situação fez com que os diretores  Gabriel Mascaro e  Anna Muylaert retirassem seus filmes da disputa,  Boi Neon e Mãe Só Há Uma, respectivamente.  Ingra Liberato e  Guilherme Fiuza Zenha solicitaram a saída da comissão de seleção, sendo substituídos por  Carla Camuratti e Bruno Barreto. Adriana Rattes, Luiz Alberto Rodrigues, George Torquato Firmeza, Paulo de Tarso Basto Menelau, Silvia Maria Sachs Rabello e Sylvia Regina Bahiense Naves são os demais integrantes da comissão.



O anúncio do representante brasileiro ao Oscar 2017 será feito no próximo dia 12. Na sua opinião,

Aquarius

deve ser o candidato nacional? Aproveite o espaço e dê sua opinião!





AdoroCinema

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade