0

Fernando Henrique Cardoso é eleito à Academia Brasileira de Letras

27 jun 2013
17h24
atualizado às 19h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
<p>Fernando Henrique Cardoso ocupará a cadeira número 36, que pertencia a João de Scantimburgo, morto em março</p>
Fernando Henrique Cardoso ocupará a cadeira número 36, que pertencia a João de Scantimburgo, morto em março
Foto: Fernando Borges / Terra

O ex-presidente da República e sociólogo, Fernando Henrique Cardoso, foi eleito, nesta quinta-feira (27), para a Academia Brasileira de Letras. Ele ocupará a cadeira de número 36, que pertencia ao escritor e jornalista João de Scantimburgo, morto em 22 de março de 2013, aos 97 anos.

Fernando Henrique Cardoso foi eleito à cadeira em primeiro escrutínio, com 34 votos a favor de um total de 39 eleitores. O ex-presidente havia preenchido sua candidatura à Academia no mesmo mês da morte de Scantimburgo, com uma carte entregue pessoalmente pelo imortal Celso Lafer a Geral Holanda Cavalcanti, que substituía a presidente da ABL, Ana Maria Machado.

Em seu perfil oficial no Facebook, o ex-presidente comentou: "resisti alguns anos à sugestão de vários amigos para me apresentar à ABL. Primeiro, porque não sou propriamente o que se denomina de um "homem de letras". Segundo, porque temia que pudesse haver confusão entre minha produção intelectual e minhas posições políticas. Ao saber, porém, que desde sua fundação a Academia contemplava intelectuais em geral, e não apenas escritores, e tendo também passado mais de dez anos fora de cargos públicos, sem mais aspirar a nenhum deles, arrisquei submeter meu nome à apreciação dos acadêmicos. Eleito, só me resta agradecer a generosidade dos que hoje me recebem como companheiro, reafirmando minha satisfação e meu desejo de ajudá-los no esforço para que a ABL continue cumprindo os desígnios de seus fundadores, primeiros ocupantes de cadeiras, dentre os quais Machado de Assis, Ruy Barbosa e Joaquim Nabuco." 

O novo eleito recebeu seus confrades e convidados na Fundação Eva Klabin, na Lagoa Rodrigo de Freitas, no Rio de Janeiro. "Essa eleição é um ato de respeito da Academia Brasileira de Letras à inteligência brasileira. A grande obra de Fernando Henrique Cardoso de sociólogo e cientista dá ainda mais corpo à Academia", afirmou o ex-presidente da ABL, Acadêmico Marcos Vinicios Villaça, logo depois da eleição.

Dois outros ex-presidentes já foram eleitos à ABL. Getúlio Vargas foi nomeado em 1941 para a cadeira 37 e José Sarney ocupa, desde 1980, a cadeira 38. 

Veja também:

Parque de ferromodelismo é inaugurado sob pista de esqui na Alemanha
Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade