PUBLICIDADE

Você encara? 5 situações em que o homem desafia a natureza

ver comentários
Publicidade

Todas as modalidades esportivas têm um grau de desafio maior ou menor, apresentando dificuldades variadas aos seus praticantes. Alguns desses esportes, porém, confrontam radicalmente a natureza e até a condição humana. Confira nossa seleção com cinco dos esportes mais desafiadores do mundo e ao final responda com sinceridade: você encara?

Base Jumping
Já imaginou saltar no vazio do topo de um edifício, de uma antena ou de uma ponte? Os mais adeptos à terra firme chegam a sentir calafrios só de pensar na ideia, mas os chamados base-jumpers são apaixonados pelo desafio que a modalidade impõe. Equipados com um paraquedas apropriado para aberturas a baixas altitudes, estes atletas amam a adrenalina.

Foto: Christophe Michot/Shutterstock


A ideia do esporte consiste basicamente em saltar de objetos fixos. Para tanto, o praticante deve conhecer muito bem o equipamento que está usando e seu correto funcionamento. Nesse esporte não há margens para erros.

Escalada do Vulcão Villarica, Chile
Situado na cordilheira dos Andes, o Vulcão Villarica se encontra a 2.843 metros de altitude e permanece coberto por neve durante todo o ano. Sua altura e perigo tampouco assustam os turistas que procuram por uma boa aventura. Nem mesmo o fato de ser conhecido como um dos vulcões mais ativos do Chile – teve sua última erupção em 3 de março de 2015 – serve para afastar aqueles que adoram desafiar a natureza.

Foto: Maciej Bledowski/Shutterstock

Durante o verão, as agências de turismo da cidade de Pucón oferecem serviço de guia e aluguel de equipamento para escalada do vulcão. A subida é bastante cansativa, mas não exige conhecimento aprofundado na prática do alpinismo. Alguns trechos são muito escorregadios e é comum que algumas rochas se desprendam e rolem penhasco abaixo. Por isso, toda atenção é pouca.

Travessia do Canal da Mancha
Especialistas concordam: só existe uma explicação do porquê alguém resolve atravessar os 34 km do Canal da Mancha a nado: o desafio. Encaixada na modalidade natação de águas abertas, a aventura é uma grande  meta mesmo para os nadadores profissionais. A força das correntes marítimas, os fortes ventos e as águas geladas do Atlântico fazem com que a prova fique ainda mais difícil, sendo necessárias muita estratégia e entrega para vencê-la.

Pessoas que concluíram o feito relatam que, às vezes, é preciso, até mesmo, nadar na direção oposta a que se quer chegar ou em um ziguezague para completar a travessia. A prova dura, em média, 10 horas e exige grande preparo físico, além de muito treino em águas abertas.

Surfe em ondas gigantes
Se ondas de dois metros de altura te assustam, certamente, esse esporte não é para você. Para surfistas que realmente querem se superar, o grande desafio às ondas gigantes no surfe é uma pedida é tanto. Oceano adentro é possível encontrar formações rochosas, chamadas de lajes, responsáveis pela formação de ondas de até 30 metros de altura.

Foto: Richard Lyons/Shutterstock

Para conseguir entrar na onda, o atleta precisa ser rebocado por um jet-ski rumo a um dos maiores e mais perigosos desafios na vida de um surfista. Para encarar o paredão e se sagrar campeão na modalidade, só com muita prática e sangue frio. Essas assustadoras formações naturais podem ser encontradas em lugares como Havaí e Califórnia, nos Estados Unidos, e Nazaré, em Portugal.

Corrida de 250 km no Deserto do Saara
Parece loucura, mas a modalidade existe mesmo. Organizada pela Racing the Planet (Correndo pelo Planeta). A Corrida dos 4 Desertos é uma série anual de quatro corridas de 250 km através de desertos ao redor do globo. Considerada a líder das séries de resistência pela revista Time, a prática exige muito mais do que treinamentos diários, preparo físico, foco e disciplina.

É preciso se entregar como nunca para chegar inteiro ao fim do grande desafio. Dividida em 5 etapas – quatro de 40 km e uma de 90 km, a competição põe à prova necessidades humanas básicas como calor, fome, sede e preparo físico. Compõem a receita do sucesso corridas semanais com percursos de 80 km - 120 km, além de trajetos na montanha e areia; natação, musculação e outras atividades aeróbicas; equilíbrio emocional e psicológico; e muita garra e vontade de vencer.

Fonte: Correios
Publicidade
Publicidade