PUBLICIDADE

De entrega a retomada, veja 10 lições dos Jogos Olímpicos

ver comentários
Publicidade

Só pelo fato de serem o maior evento do mundo, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos já seriam um enorme atrativo. Mas eles vão além: são também uma demonstração constante de entrega, superação, concentração, foco, garra e muita força de vontade – características comuns ao dia a dia de todo e qualquer ser humano, seja ele atleta ou não. Veja 10 lições de vida que você poderá aprender assistindo aos Jogos Rio 2016.

Sucesso? Só com muita entrega
Quando vemos as apresentações dos atletas nas Olímpiadas e Paralimpíadas, não imaginamos a quantidade de suor que eles precisaram derramar para chegar até ali. Mas tenha certeza: tudo foi conquistado com muito esforço, exercícios diários, renúncia a prazeres mundanos, entrega e superação dos próprios limites.

Foto: Sondem/Shutterstock

Descubra o amor à primeira vista
Uma das primeiras lições que o esporte nos ensina é que, quanto mais amamos aquilo que fazemos, mais nos dedicamos. Sendo assim, as chances de obter bons resultados fazendo o que você ama são muito maiores.

Tenha um objetivo
Saber aonde se quer chegar é um poderoso fator motivacional. Se você enxerga um propósito na vida, com certeza, terá mais facilidade em se concentrar, se disciplinar e ter força de vontade.

Chega pra lá, preguiça!
Ninguém vive só de vitórias e tampouco só de derrotas. A vontade de desistir de um determinado objetivo, contudo, aparece com muito mais frequência quando fracassamos. No entanto, são nos períodos de crise que realmente crescemos, descobrimos nossos valores e passamos a lutar com mais afinco pelo que queremos.

Foto: Nejron Photo/Shutterstock

Eu perdi. E agora?
Saber lidar com o fracasso é uma arte. Todo mundo tem altos e baixos e não é porque algo deu errado que você vai se agarrar a isso e deixar que todo o resto vá por água abaixo, certo? Equilíbrio emocional e paciência são essenciais para tudo na vida. Dê tempo ao tempo.

Crie oportunidades
Nada de ficar esperando pelo momento perfeito para fazer algo. Crie oportunidades e ponha as coisas para acontecer! É exatamente isso que os talentosos e persistentes atletas olímpicos e paralímpicos que você vê nas pistas, quadras e piscinas fazem todos os dias. 

Ajude e peça ajuda
Nenhum homem é uma ilha. Há muitas pessoas que compartilham dos mesmos interesses que você e que podem te ajudar a atingir seus objetivos. Oferecer ajuda é um ato nobre, mas saber a hora de pedir por ela é fundamental.

Mexa-se!
Todo atleta que vemos competindo em um evento como os Jogos Olímpicos e Paralímpicos só está onde está porque teve força de vontade para abandonar sua zona de conforto e se entregar aos desafios contínuos da modalidade escolhida para brilhar.

Foto: Peter Bernik/Shutterstock

O céu é o limite. Mas respeite os obstáculos
Não existem limites pré-estabelecidos quando queremos conquistar algo, mas cada um precisa conhecer o próprio limite – até onde é possível se doar ou até onde se pode ir. Fazer mais do que isso, alertam os especialistas, é jogar contra si mesmo. Respeite os obstáculos.

Em terra firme
Seja otimista, porém, não se iluda. Vislumbre e analise a situação pelo que ela é e não queira fazer mais do que realmente pode. Pessoas muito pretensiosas cometem erros com mais frequência e levam o dobro de tempo (ou quase isso) para atingir seus objetivos.

Fonte: Correios
Publicidade
Publicidade