PUBLICIDADE

Carro próprio é necessidade, despesa ou dinheiro parado na garagem?

Pesquisa do Serasa sobre relação do brasileiro com o automóvel revela que os custos com veículos é a segunda maior despesa de 63% dos lares

20 nov 2023 - 11h17
Compartilhar
Exibir comentários
Carro próprio na garagem é uma necessidade ou apenas status que traz despesa?
Carro próprio na garagem é uma necessidade ou apenas status que traz despesa?
Foto: Divulgação / Guia do Carro

Ser dono de um carro vale a pena? Um veículo demanda gastos consideráveis, como documentação, emplacamento, depreciação, manutenção, seguros, entre outros. A realidade é que o brasileiro desembolsa aproximadamente R$ 2 mil por mês para manter o carro próprio, considerando um veículo popular.

A estimativa é da doutora em Ciências Contábeis e professora da Escola de Negócios da Universidade Positivo (UP), Carline Rakowski Savariz, que analisou os custos mensais do modelo Renault Kwid, considerado um dos mais acessíveis no mercado, atualmente. 

“Os valores utilizados estão considerando o cenário nacional e as informações coletadas referem-se aos carros modelo 2022. No entanto, a comparação com a desvalorização do carro foi feita com base nos carros do ano de 2023”, disse Savariz.

“O gasto semanal com gasolina (em litros) foi calculado a partir do uso médio por uma família em uma semana, utilizando o valor médio nacional fornecido pela Petrobras como referência. Por fim, a desvalorização anual foi calculada comparando os valores fornecidos pela tabela Fipe nos anos de 2022 e 2023”, explica.

Considerando, ainda, revisão anual, IPVA, financiamento, seguro e lavagem, o valor médio de custo mensal foi de R$ 2.266. 

Corroborando ainda mais o entendimento de que adquirir um carro é custoso, um estudo inédito sobre a relação do brasileiro com o automóvel, realizado pela Serasa em parceria com o instituto Opinion Box, em dezembro de 2022, revelou que os custos que envolvem a aquisição e manutenção de um carro estão entre os três maiores gastos anuais em 63% dos lares brasileiros.

Ainda, 40% dos brasileiros consideram complexo realizar contas sobre os custos para manter o automóvel e 1 em cada 10 proprietários considera se desfazer do veículo nos próximos 12 meses para amenizar os impactos no orçamento.

Mas os cálculos não bastam: o carro é um bem de necessidade e uso para muitos brasileiros. Uma pesquisa promovida pelo Data OLX Autos destaca que o carro é o meio de transporte mais utilizado pelos brasileiros, enquanto aplicativos de transporte são usados esporadicamente.

Para suprir a demanda, está em voga um novo modelo de locação mais prático, menos burocrático e que dispensa as despesas de manutenção e compra do carro.

Os veículos por assinatura são uma modalidade em expansão no Brasil. De acordo com dados recentes da ABLA (Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis), o mercado de carros por assinatura cresceu 16,4% em 2022. Em comparação com o ano anterior, que contava com cerca de 91 mil veículos assinados, o número subiu para 106 mil automóveis. 

“Como uma espécie de streaming, você assina o modelo por tempo determinado, sem se preocupar com revisões, seguro, documentação, tributos, manutenção, financiamento e possíveis desafios na hora de revender o automóvel”, explica a gerente comercial do V1 Assinatura, Caroline Milanez.

Essa modalidade de serviço oferece conveniência e flexibilidade para aqueles que buscam por um zero-quilômetro, sem ter que lidar com os custos e preocupações associados à compra convencional. 

Uma das empresas desse mercado é a V1, app de mobilidade urbana  do Grupo Águia Branca, que oferece veículos por assinatura, pagando apenas a mensalidade. A plataforma de mobilidade urbana que atua na assinatura de carros 100% digital.

“Percebemos que o consumidor prefere vender o carro próprio e investir o dinheiro. Mas essa decisão não exclui a necessidade de locomoção, é claro. A facilidade que proporcionamos de assinar um carro 100% digital contribui para o aumento da procura”, complementa Caroline.

“O mercado de assinatura de veículos tem especulação de crescimento para 2024, visto que a compra de carros no Brasil envolve hoje uma consciência de arcar com juros altos para garantir a posse do veículo. O V1 segue investindo em novos modelos, para atender a todas essas necessidades”, finaliza. 

Guia do Carro
Compartilhar
Publicidade
Publicidade