PUBLICIDADE

Samsung, Apple e outras serão obrigadas a lançar celulares com bateria removível

Apple, Samsung e outras fabricantes poderão ser obrigadas a lançarem smartphones com bateria facilmente removível. Entenda!

16 jun 2023 - 21h07
Compartilhar
Exibir comentários

Os smartphones podem voltar a ter traseira removível para o usuário substituir mais facilmente a bateria. Há alguns anos, não era necessário utilizar uma pistola de calor para abrir a traseira de um celular, bastava utilizar as unhas. Agora, graças a uma lei aprovada pela União Europeia, talvez nós possamos ver o retorno das traseiras removíveis que não necessitam de ferramentas para destacá-las dos telefones.

Samsung, Apple podem ter que lançar celulares com bateria removível

União Europeia obrigará empresas a lançarem produtos com bateria facilmente substituível.
União Europeia obrigará empresas a lançarem produtos com bateria facilmente substituível.
Foto: unsplash (foto por Mika Baumeister) / Oficina da Net

União Europeia obrigará empresas a lançarem produtos com bateria facilmente substituível. Fonte: unsplash (foto por Mika Baumeister)

O site SamMobile relata que o Parlamento Europeu alterou uma lei para obrigar todos os gadgets, incluindo celulares, a terem baterias facilmente substituíveis. Na descrição do trecho da lei que fala sobre a facilidade de remoção de bateria, se refere a possibilidade de os usuários substituírem a bateria sem a necessidade de ferramentas especificas.

Com essa alteração, a União Europeia pode obrigar empresas como Samsung e Apple a realizar alterações consideráveis no design de seus smartphones. Consequentemente, o uso de traseiras de vidro poderá desaparecer, pois um design de tampas removíveis sem a necessidade de ferramentas dificultaria esse tipo de acabamento.

As exigências da nova lei criada pela União Europeia

De acordo com as informações divulgadas, a nova lei votada pelo Parlamento Europeu diz que a obrigatoriedade de lançar dispositivos com baterias facilmente substituíveis deverá iniciar em 3 anos e 6 meses. Ou seja, a partir do início de 2027, todas as fabricantes de eletrônicos com bateria que vendem seus produtos em países da União Europeia deverão refazer o design de seus gadgets.

Oficina da Net
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade