PUBLICIDADE

Ex-STF e debate são destaques nas buscas do Google sobre eleições

Tendências do Google registram termos mais buscados sobre as eleições nos últimos dias; ex-ministro Joaquim Barbosa é destaque

29 set 2022 - 17h09
(atualizado às 17h11)
Compartilhar
Exibir comentários
Debate presidencial é um dos temais mais buscados no Google sobre as eleições 2022
Debate presidencial é um dos temais mais buscados no Google sobre as eleições 2022
Foto: Mais Goiás

A poucos dias do primeiro turno das eleições, que acontecem neste domingo (2), o público tem aumentado as buscas no Google por assuntos correlatos à disputa presidencial e nos estados. Temas como o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, as pesquisas de opinião e os debates entre candidatos viraram destaques nos últimos sete dias.

A principal explicação para Joaquim Barbosa ter subido tanto foi um vídeo em que aparece pedindo votos para o candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT), publicado nesta segunda (26). Nele, Barbosa diz: "É preciso votar já em Lula no primeiro turno para encerrar essa eleição no próximo domingo", e afirma que o presidente e candidato à reeleição Jair Bolsonaro (PL) “não é um homem sério” e "não serve para governar um país como o nosso". 

O vídeo circulou como peça de comunicação via WhatsApp e gerou buscas como “Joaquim Barbosa apoia Lula”(+4,650%) e “Joaquim Barbosa Bolsonaro” (+2,250%) no Google. Joaquim Barbosa foi relator do Mensalão, processo que atingiu diretamente o governo Lula em 2005.

Dentre as pesquisas eleitorais, as mais buscadas da semana são "Pesquisa Brasmarket" e "pesquisa Equilibrio Brasil"; estas e suas variações dominam os cinco principais termos. A Brasmarket tem o único levantamento que coloca o presidente Bolsonaro à frente da corrida eleitoral.

Debate presidencial e entrevista do Ratinho

Enquanto alguns procuraram “debate presidencial Jair Bolsonaro” (+2,000%), para checar a atuação do atual candidato à releição no debate ocorrido no sábado passado (24) e transmitido no SBT com coprodução do Terra, outros quiseram saber sobre a entrevista que o candidato do PT concedeu ao apresentador Ratinho (“entrevista de Lula no Ratinho” registra +900%). A ausência de Lula no debate do SBT também motivou buscas como “Lula não foi ao debate”.

Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa passou a se destacar nas buscas do Google após declarar voto em Lula
Ex-ministro do STF Joaquim Barbosa passou a se destacar nas buscas do Google após declarar voto em Lula
Foto: Emília Silberstein / Wikimedia Commons

Orçamento secreto

Um assunto que tem motivado buscas no Google é o orçamento secreto, ou seja, o uso de bilhões do orçamento federal por parte de deputados e senadores em gastos como obras, compra de equipamentos e procedimentos de saúde, com pouca transparência.

Algumas pesquisas feitas na ferramenta de busca querem saber sobre a posição dos candidatos em relação ao orçamento secreto. Por isso, registros como “Simone Tebet votou a favor do orçamento secreto” e “Soraya Thronicke orçamento secreto” também foram tendências. 

Sobre o candidato Ciro Gomes (PDT), o termo dominante de busca dos últimos dias foi o seu pronunciamento à nação, realizado na segunda-feira (26), onde defendeu sua candidatura.

Tópicos-chave e dúvidas

Entre os assuntos mais buscados relativos às eleições, estão em primeiro lugar “escola”, seguida por “dólar”, “saúde” e “Auxílio Brasil”. Mas além desses tópicos-chave, algumas dúvidas estão sendo tiradas sobre o dia das votações. A pergunta “tem como votar pelo e-Título?”, por exemplo, cresceu nas buscas (+1,900%), assim como pesquisas sobre “simulador de urna eletrônica para baixar” (+500%).

Dúvidas sobre o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) permitir ou proibir a camisa da seleção também foram computadas como alvos de buscas entre os usuários do Google ("TSE camisa seleçao" e variações). 

Bolsonaro é mais buscado que Lula, mas plano de governo de Lula é mais procurado

Se por um lado, o presidente Jair Bolsonaro (PL) registra mais buscas em seu nome no Google – 44% contra 40% do candidato Lula (PT) –, o plano de governo de Lula é mais buscado (63% contra 27% nesta quinta-feira, 29). Isso pode indicar que muitos eleitores estejam buscando analisar as propostas do governo ainda nessa reta final.

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
Publicidade
Publicidade