PUBLICIDADE

Grãos de areia revelam mistério da idade das maiores dunas da Terra

Cientistas mediram a radioatividade de grãos de areia enterrados há séculos para entender quando eles se formaram.

4 mar 2024 - 06h13
(atualizado às 07h32)
Compartilhar
Exibir comentários
A duna estelar Lala Lallia, no Marrocos, tem 100 metros de altura
A duna estelar Lala Lallia, no Marrocos, tem 100 metros de altura
Foto: C Bristow / BBC News Brasil

A idade de um dos maiores e mais complexos tipos de dunas de areia da Terra foi calculada pela primeira vez recentemente.

As dunas estelares — ou dunas piramidais — devem seu nome às suas formas distintas e podem atingir centenas de metros de altura.

Elas se encontram na África, Ásia e América do Norte, bem como em Marte — mas especialistas nunca haviam conseguido estabelecer a poca em que foram formadas.

Agora, uma pesquisa descobriu que a duna chamada Lala Lallia, no Marrocos, se formou há 13 mil anos.

Dunas estelares são criadas quando ventos em sentidos opostos mudam de direção.

Compreender a idade dessas formação ajuda a compreender esses ventos e a desvendar o clima daquela época, diz o professor Geoff Duller, da Universidade de Aberystwyth, que publicou a pesquisa com Charles Bristow, da Universidade de Birkbeck.

Lala Lallia (o nome indígena Amazigh significa "ponto sagrado mais alto") está localizada no mar de areia de Erg Chebbi, no sudeste do Marrocos. Ela tem 100 metros de altura e 700 metros de largura.

Segundo os autores do estudo, após a sua formação inicial, ela parou de crescer por cerca de 8 mil anos e depois expandiu-se rapidamente nos últimos milhares de anos.

Normalmente, desertos podiam ser situados na história geológica da Terra, mas as dunas estelares estavam ausentes até agora.

O professor Duller diz que isso acontecia porque elas são tão grandes que especialistas não se davam conta de que se tratava de uma única duna, e não várias.

"Estas descobertas devem provavelmente surpreender muita gente, pois podemos ver a rapidez com que esta enorme duna se formou e como ela se desloca pelo deserto a cerca de 50 centímetros por ano", acrescenta.

Os cientistas usaram uma técnica chamada datação por luminescência para descobrir a idade da duna estelar.

As dunas podem ter milhares de anos de existência
As dunas podem ter milhares de anos de existência
Foto: C. Bristow / BBC News Brasil

O método permite calcular quando grãos de areia foram expostos à luz do dia pela última vez.

Amostras de areia foram coletadas à noite em Marrocos e analisadas em um laboratório sob condições de pouca luz vermelha, semelhantes às de estúdios de revelação de fotografia.

Duller descreve os grãos minerais na areia como "pequenas baterias recarregáveis". Eles armazenam dentro de cristais a energia capturada da radioatividade do ambiente.

Quanto mais tempo a areia permanecer enterrada no subsolo, mais ela será exposta à radioatividade, e mais energia será acumulada.

Quando estes grãos são analisados em laboratório, eles liberam a energia na forma de luz, e os cientistas conseguem calcular sua idade.

"Na nossa câmara escura, vemos a luz destes grãos de areia. Quanto mais brilhante a luz mais velhos serão os grãos de sedimentos e mais tempo passou desde que foram enterrados", diz o professor Duller.

Outros exemplos dessas enormes dunas incluem a Star Dune, no Colorado, a mais alta dos Estados Unidos, com 225 metros da base ao topo.

Escalar essas dunas é um trabalho árduo, explica o professor Duller. "Quando você sobe, so dois passos para cima e um para trás, deslizando. Mas vale a pena, elas são absolutamente lindas visto de cima", diz ele.

BBC News Brasil BBC News Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização escrita da BBC News Brasil.
Compartilhar
Publicidade
Publicidade