PUBLICIDADE

Embarcação encontrada no Haiti foi usada por Cristovão Colombo

14 mai 2014 - 12h11
Compartilhar

O explorador submarino Barry Clifford afirmou que há poucas dúvidas de que os restos de uma embarcação encontrados em águas do Haiti sejam da caravela Santa Maria, de Cristóvão Colombo, pois as provas são "arrasadoras".

O pesquisador americano, que investiga o paradeiro da caravela de Colombo há anos, está convencido de ter encontrado a embarcação ao norte do Haiti e deve apresentar hoje, no Clube de Exploradores de Nova York, os detalhes de seus estudos.

Em declarações feitas hoje ao Serviço Mundial da "BBC", Clifford disse que os restos da embarcação foram encontrados após a realização de uma série de medições sobre o local onde a Santa Maria naufragou.

Durante as explorações submarinas, a equipe de Clifford encontrou ornamentos do século XV, entre eles rodas e instrumentos utilizados para dirigir uma embarcação na época.

Segundo explicou, a caravela está no fundo do mar, sob várias toneladas de pedras, motivo pelo qual será necessário chegar a um acordo com as autoridades do Haiti para decidir as medidas a serem tomadas para proteger o navio que "mudou o curso da história da humanidade".

Na opinião de Clifford, após a confirmação de sua autenticidade, a Santa Maria deve ficar no Haiti e ser exposta em um museu local para ajudar o país a arrecadar recursos financeiros "vitais para o país".

Há uma "oportunidade" e uma "responsabilidade" de "preservar e proteger essa caravela", acrescentou o explorador submarino, que acredita que talvez seja preciso voltar a contar a história de Cristóvão Colombo.

A suposta descoberta da Santa Maria foi possível a partir de várias pesquisas feitas em 2003, que indicaram o provável local do naufrágio. Clifford se baseou nas anotações deixadas por Colombo para guiar seus estudos.

O arqueólogo submarino afirmou que, uma vez feitas as escavações, e dependendo do estado das madeiras da embarcação, será possível retirar os restos da caravela do fundo do mar.

Clifford é um dos exploradores submarinos mais experientes do mundo e já fez estudos de vários vestígios históricos em várias partes do mundo.

Algumas semanas após chegar ao Caribe em 1492, a Santa Maria, com Colombo a bordo, ficou à deriva ao norte do Haiti e precisou ser abandonada.

EFE   
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra