PUBLICIDADE

Cientistas ficam mais perto de medir gravidade no mundo quântico

Avanço pode ajudar a resolver maiores mistérios do Universo

1 mar 2024 - 13h57
(atualizado às 14h18)
Compartilhar
Exibir comentários

Os cientistas estão um passo mais perto de medir a gravidade no mundo quântico, fenômeno que poderia resolver um dos maiores mistérios da física.

Um estudo publicado na revista Science Advances pela Universidade de Southampton, no Reino Unido, com participação da Universidade de Trieste, na Itália, descreve a mensuração da atração gravitacional da menor massa já registrada.

"Durante um século, os cientistas tentaram e não conseguiram compreender como a gravidade e a mecânica quântica funcionam juntas", disse Tim Fuchs, líder da pesquisa.

A teoria da relatividade e a mecânica quântica, ambas nascidas no início do século passado, são eficazes para seus respectivos campos, mas matematicamente incompatíveis e levam a conclusões opostas sobre a natureza do espaço-tempo. Por essa razão, algumas das mentes mais brilhantes têm se dedicado há décadas a procurar uma nova teoria que possa combinar as duas.

Especificamente, os cientistas de Southampton e Trieste mediram a atração produzida por uma partícula minúscula a uma temperatura de alguns centésimos de grau acima do zero absoluto.

"A partir daqui, começaremos a reduzir a massa, usando essa técnica até chegarmos ao mundo quântico", disse Fuchs. "Ao compreender a gravidade quântica, poderíamos resolver alguns dos mistérios do nosso Universo, incluindo como ele se formou, o que acontece dentro dos buracos negros ou unir todas as forças em uma grande teoria", concluiu.

Ansa - Brasil   
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Publicidade