PUBLICIDADE

CEO da Hurb surta e ameaça cliente insatisfeito

"Tá arriscado alguém bater nessa merda dessa sua casa aí, seu otário", disse João Ricardo Mendes em um grupo de WhatsApp com quase mil pessoas. A empresa, que vende pacotes de viagem baratos, está em crise

24 abr 2023 - 10h00
(atualizado às 15h57)
Compartilhar
Exibir comentários

A Hurb (conhecida antes como Hotel Urbano), que vende pacotes de viagem baratos, está em crise: usuários reclamam que a plataforma não tem emitido passagens e tem se negado a devolver o dinheiro, e hotéis estão barrando clientes alegando que a empresa não está repassando o valor das diárias.

Foto: Núcleo Jornalismo

Depois de dizer ter mobilizado uma força-tarefa na empresa para regularizar a situação, o CEO da Hurb, João Ricardo Mendes, surtou: em um grupo de WhatsApp com quase mil pessoas, xingou e ameaçou um cliente, o vendedor Miguel Nader Junior, que está tendo problemas com um pacote que comprou.

Depois de chamá-lo de "marica", "bundão" e "mentiroso" numa ligação telefônica, segundo Miguel, o CEO enviou vídeos no grupo em que acrescenta o xingamento "retardado" e o intimida: "Tá arriscado alguém bater nessa merda dessa sua casa aí, seu otário."

O executivo compartilhou ainda dados pessoais do cliente, como CPF, número do cartão e número do celular.

Reprodução / Twitter
Reprodução / Twitter
Foto: Núcleo Jornalismo

Miguel abriu um boletim de ocorrência contra João.

Se você quiser seguir acompanhando o caso, pode ver os vídeos da influenciadora Paola Cardinale Franceschi no TikTok.

@paoladicas Na noite de ontem e manha de hoje, o CEO da @Hurb se manifestou pessoalmente em alguns grupos de WhatsApp! #hurbteleva #hurb #cainogolpedahurb #golpedahurb #hurbvaifalir #fy #viajarbarato ♬ LOVEZINHO DO PAI - Kevi Jonny & Mc Pedrinho & Rafinha RSQ

Entramos em contato com a Hurb, que enviou a nota abaixo e encaminhou um PDF com um longo pedido de desculpas de João Ricardo Mendes, em que ele anuncia ter renunciado ao cargo.

"O Hurb, empresa brasileira que está no mercado há mais de 12 anos, lamenta o ocorrido na última sexta-feira, 21/04. A companhia sempre prezou pela transparência e a relação de confiança que tem com os seus viajantes. Guiada pelo valor primordial de ser uma empresa feita de pessoas para pessoas e pela missão de democratizar viagens através da tecnologia, reforça que continuará colocando seus clientes e stakeholders sempre em primeiro lugar."

"Este acontecimento é um reflexo de mim — e as críticas que recebi são um forte lembrete de que devo mudar fundamentalmente como líder e crescer", diz João na carta, que você pode ler na íntegra abaixo:

Núcleo Jornalismo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade