PUBLICIDADE

Apple confirma lançamento do Vision Pro na China, diz mídia estatal

Em entrevista à CCTV, CEO Tim Cook afirmou que tem confiança no prosseguimento dos negócios com o país

25 mar 2024 - 10h24
(atualizado às 10h29)
Compartilhar
Exibir comentários
Vision Pro da Apple chega ao mercado chinês este ano, confirma Tim Cook
Vision Pro da Apple chega ao mercado chinês este ano, confirma Tim Cook
Foto: Apple/Divulgação

Tim Cook, CEO da Apple, confirmou o lançamento do headset de realidade virtual Vision Pro no mercado da China ainda este ano, segundo a mídia estatal chinesa. 

O executivo participou do Fórum de Desenvolvimento da China em Pequim no último domingo (24). Durante a estadia no país, Cook também visitou uma nova loja da Apple em Xangai e enfatizou a importância do mercado chinês para a empresa.

Em entrevista à CCTV, o CEO afirmou que tem confiança no prosseguimento dos negócios da Apple com o país "onde tudo é possível".

Cook teria dado resposta afirmativa a uma pergunta sobre o lançamento do headset na China até o final do ano. O Vision Pro chegou ao mercado dos Estados Unidos em fevereiro, com preço inicial de US$ 3.500.

Apesar de uma queda nas vendas na região da China continental em dezembro, Cook reafirmou o compromisso da Apple com o país.  Além de expressar confiança no mercado chinês, ele mencionou seu amor pela China, cultura e pessoas de lá.

Galaxy S24 é rival do iPhone 15; veja diferenças Galaxy S24 é rival do iPhone 15; veja diferenças

Por que usuários do Apple Vision Pro relatam dores de cabeça?

Alguns usuários do Vision Pro relataram dores de cabeça e vasos sanguíneos rompidos após o uso do aparelho.

Em entrevista ao Byte, o neurocientista e professor Álvaro Machado Dias relembra que o mal-estar causado por óculos de realidade virtual e mista é conhecido há tempos e não se restringe a este modelo da Apple. 

O especialista explica que o fenômeno tem origem na orelha interna e cerebelo. 

"Em certo sentido, o problema é convergente ao que ocorre em veículos autodirigidos ou, simplesmente, quando se senta no banco de trás de um carro: a perda de controle ambiental produz náusea (chamado em inglês de motion sickness), a qual gera dor de cabeça", disse Dias.

Outro fator que conta para a dor de cabeça é a luminosidade das telas internas do aparelho, que são extremamente poderosas. Para que a experiência seja intensa é preciso bombardear as retinas e o córtex occipital (visual), o que causa dor de cabeça.

"A coisa mais importante a se ter em mente é que crianças não podem usar óculos de realidade virtual pelo risco aumentado de convulsão. O mesmo se aplica à população mais vulnerável. Isto posto, a recomendação é ter bom senso e não usar por mais do que 15-20 minutos sem pausa", alerta o especialista.

Fonte: Redação Byte
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade