Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Renault Oroch terá motor de 170 cv, câmbio CVT e facelift

Renault prepara reestilização leve, motor turbinado e câmbio de 8 marchas para melhorar desempenho da Oroch no segmento de picapes

29 jul 2021 05h00
Compartilhar
Nova Renault Oroch renderizada por Kleber Silva.
Foto: Kleber Silva / KDesign

A Renault Oroch inventou o segmento de picapes compactas com monobloco, mas quem brilhou foi a Fiat Toro, que chegou depois. Mas a Renault quer virar o jogo. Não a ponto de incomodar a liderança da Toro, mas sim de tornar a Oroch mais desejada. Para isso, está avançada no desenvolvimento da nova Oroch, que continua usando a plataforma do Duster.

As novidades da Renault Oroch são interessantes. Visualmente, a picape produzida em São José dos Pinhais (PR) vai ganhar um facelift leve. Segundo as projeções feitas pelo designer Kleber Silva, as principais modificações externas serão na grade dianteira, nos faróis e nas lanternas traseiras. Por dentro, a nova Oroch deve mudar bastante.

Publicidade
Nova Renault Oroch renderizada por Kleber Silva.
Foto: Kleber Silva / KDesign

Espera-se que a nova Oroch 2022 ganhe um volante mais moderno e fique mais sofisticada, acompanhando o novo Duster. A Renault não quer dar um passo muito grande no momento, porque a atual geração da Oroch já tem alguns anos de estrada. Por isso, a grande aposta da marca francesa será na parte técnica. Aí sim, a evolução será grande.

A atual versão 2.0 de 148 cv com câmbio automático de 4 marchas vai sair de linha. Devido à limitação de marchas, este conjunto motor/câmbio é considerado pouco eficiente. Em seu lugar entrará o novo motor 1.3 turbo flex de 170 cavalos com câmbio CVT de 8 marchas. Mesmo com gasolina, serão 163 cv de potência. O torque vai subir de 198 Nm para 270 Nm. Além disso, será entregue a 1.600 rpm, enquanto no 2.0 o torque total só está disponível a 4.000 rpm.

Na prática, a nova Renault Oroch vai se tornar muito mais dinâmica e eficiente, ou seja, mais potente e mais econômica. Por causa disso, a Renault vai modificar também o posicionamento de sua picape monobloco. As novas versões passarão a se chamar Zen, Intense e Iconic e substituirão também as atuais versões com câmbio manual Expression 1.6 (5 marchas), Dynamique 1.6 (5 marchas) e Dynamique 2.0 (6 marchas).

Renault Oroch.
Foto: Renault / Divulgação

O motor 1.6 aspirado, que tem 120  cv de potência e 159 Nm de torque, vai continuar somente com equipamentos básicos, para uso exclusivo no trabalho pesado. Por isso, esta versão da picape será oferecida somente na modalidade venda direta. Com um porta-malas de 683 litros e 650 kg de carga útil, a picape Oroch pode entregar bons resultados para a Renault.

Publicidade

Analistas do mercado consideram que a Renault nunca explorou corretamente o potencial de sua picape. Apesar de ter “descoberto a pólvora” do segmento mais quente no setor de picapes, a Renault Oroch ficou um pouco esquecida por não ter o mesmo visual e a mesma opção de motorização e tração da Fiat Toro. Entretanto, o trabalho da engenharia da Renault na suspensão da Oroch foi elogiado até mesmo pelos engenheiros que desenvolveram a Toro.

Com mais de 1.600 unidades vendidas em julho (quatro dias antes de terminar o mês), a Renault Oroch obtém na abertura do segundo semestre de 2021 sua melhor performance de mercado desde que foi lançada, em agosto de 2015. O resultado histórico certamente vai mostrar à Renault que a Oroch tem potencial para ir além.

Kleber Silva também projetou Oroch mais ousada.
Foto: Kleber Silva / Reprodução / KDesign
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações