Tire a ideia do papel e crie hoje o site para o seu negócio com até 35% de desconto

Butantan finaliza entrega de 100 mi de doses de CoronaVac

Instituto cumpriu o acordo que tinha com o Ministério da Saúde antes do prazo final

15 set 2021 14h00
| atualizado às 14h05
Compartilhar

O Instituto Butantan chegou nesta quarta-feira a 100 milhões de doses da vacina contra covid-19 CoronaVac entregues ao Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde e com isso concluiu o contrato firmado com a pasta, que previa este montante de doses até o final do mês.

22/01/2021 REUTERS/Amanda Perobelli
Foto: Reuters

No início desta tarde, o Butantan enviou 5,1 milhões de doses da vacina ao depósito do Ministério da Saúde em Guarulhos, chegando assim ao total de 100 milhões de doses entregues. O começo das entregas ocorreu em janeiro.

Publicidade

"O Butantan, o primeiro a entregar vacinas ao Brasil em janeiro, é também o primeiro a concluir o seu contrato de 100 milhões de doses", disse o presidente do instituto, Dimas Covas, em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado de São Paulo, ao qual o Butantan é vinculado.

A conclusão do contrato também foi comemorada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que fez da vacinação contra a covid-19 e da busca pela vacina como uma de suas principais bandeiras com vistas a uma candidatura à Presidência da República no ano que vem. Doria disputará as prévias em novembro que definirão o candidato do PSDB no pleito.

"Completamos hoje a entrega das 100 milhões de doses da vacina do Butantan para o governo federal. Com isso, antecipamos em 15 dias o prazo inicial. Cumprimos nosso contrato com o Ministério da Saúde e, acima de tudo, nosso compromisso com os brasileiros", escreveu Doria no Twitter.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, a CoronaVac responde por 33,4% das doses de vacinas contra covid-19 já aplicadas no Brasil.

Publicidade
Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações