Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Lorenzo põe lenha na fogueira e diz que Marc Márquez "não queria" Rossi campeão em 2015

Em entrevista ao serviço de streaming espanhol DAZN, o tricampeão da MotoGP afirmou que, após os episódios dos GPs da Argentina e da Holanda, Marc Márquez não quis mais que Valentino Rossi conquistasse o título da MotoGP. Há seis anos, o multicampeão acusa o titular da Honda de atuar em favor do agora ex-piloto

29 nov 2021 11h30
Compartilhar
O polêmico lance do GP da Malásia
Foto: Reprodução / Grande Prêmio

O QUE ESPERAR DE PETRUCCI NA NOVA AVENTURA NO DAKAR | GP às 10

Jorge Lorenzo colocou mais lenha na fogueira. Passados mais de seis anos desde o início da polêmica, o tricampeão da MotoGP afirmou que Marc Márquez não queria Valentino Rossi campeão em 2015, ecoando a acusação feita pelo piloto de Tavullia.

Publicidade

Na reta final da temporada 2015, quando Rossi e Lorenzo disputavam o título, o italiano aproveitou uma coletiva na Malásia para acusar Márquez de ter atuado em favor de Lorenzo no GP da Austrália. A acusação acabou mudando os rumos do campeonato daquele ano, já que resultou em um duelo mais intenso entre Valentino e Marc em Sepang.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Jorge Lorenzo disse que Marc Márquez não queria Valentino Rossi campeão (Foto: Repsol)

RANKING GP

Publicidade

Naquela ocasião, um toque culminou com uma queda de Márquez e com a Honda acusando Rossi de tê-lo chutado. Os comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo) entenderam que isso não aconteceu, mas puniram a agressividade do italiano com um ponto no extinto sistema de pontos de punição. Como já tinha outros dois pontos, Valentino teve de largar em último no GP da Comunidade Valenciana, encerramento do campeonato, e acabou superado por Lorenzo na disputa por só cinco pontos, já que o piloto de Palma de Maiorca venceu e o #46 ficou apenas em quarto.

Falando ao serviço de streaming espanhol DAZN, Lorenzo lembrou outros dois momentos como determinantes naquele ano: os GPs da Argentina, quando Márquez caiu depois de um duelo com Rossi, e da Holanda, quando os dois se tocaram, mas Valentino conseguiu vencer.

"Depois do episódio de Assen, quando eles se tocaram na chicane, Valentino disse que a culpa era de Márquez, Márquez disse que a culpa era de Valentino", recordou. "Foi a última gota para transbordar o copo", seguiu.

"A partir daí, desde o que aconteceu na Argentina até Assen, Márquez não queria mais que Valentino vencesse o Mundial", declarou Jorge em um trecho da entrevista reproduzido nas redes sociais.

Publicidade

Durante uma participação no EICMA, o Salão das Duas Rodas de Milão, Rossi foi questionado sobre as declarações de Lorenzo e respondeu: "Sei muito bem como foi e não me surpreende, pois foi exatamente assim. Me surpreende? Ah, não. É genial que ele diga, mas muda pouco para mim, pois eu já sei como foi".

Rossi e Lorenzo, aliás, vão voltar a se encontrar ainda neste ano, já que o italiano convidou o ex-companheiro de Yamaha para os 100 km dos Campeões, um tradicional evento no Rancho Motor de Valentino.

GRANDE PRÊMIO lança especial que celebra carreira de Valentino Rossi. ACESSE

PARCEIROS E RIVAIS: COMO GARDNER E RAÚL FERNÁNDEZ ENTRAM NA MOTOGP | GP às 10

Publicidade
Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações