Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Entenda como o capitão do Chelsea teve papel decisivo na final do Mundial contra o Palmeiras

Cesar Azpilicueta escutou a provocação de atletas do Verdão com a bola na mão antes de entregar a pelota nas mãos de Kai Havertz, autor do gol decisivo para os Blues

13 fev 2022 - 10h19
(atualizado às 10h19)
Compartilhar

Cesar Azpilicueta, capitão do Chelsea, teve um papel fundamental na vitória da equipe sobre o Palmeiras na decisão do Mundial de Clubes. Antes da cobrança de pênalti de Kai Havertz, o lateral espanhol segurou a bola nas mãos como se fosse o responsável pela cobrança, ouviu provocação dos atletas do Verdão e evitou distrações para o camisa 29.

Azpilicueta atraiu a atenção dos jogadores do Palmeiras antes de cobrança de pênalti de Havertz (KARIM SAHIB / AFP)
Azpilicueta atraiu a atenção dos jogadores do Palmeiras antes de cobrança de pênalti de Havertz (KARIM SAHIB / AFP)
Foto: Lance!

- Eu esperava que os jogadores do Palmeiras cercassem o cobrador de pênalti. Eu já tinha dito para Havertz que ele cobraria. Eu só tentei tirar a pressão dele, para que ficasse mais calmo. Faltando três minutos, esse é um momento importante. Funcionou - disse o capitão após o jogo.

Publicidade

Segundo Geir Jordet, professor de psicologia no esporte da Escola Norueguesa de Análise Esportiva, uma "cobrança de pênalti é uma performance coletiva" e que "Azpilicueta serviu de isca no jogo mental" diante do momento mais decisivo da partida.

Na sequência, Kai Havertz assumiu a responsabilidade de cobrar o pênalti, uma vez que nem Jorginho nem Lukaku estavam em campo e balançou as redes de Weverton. Com o resultado, os Blues conquistaram o primeiro título de Mundial da história.

Fique por dentro das principais notícias de Futebol
Ativar notificações