Monte seu e-commerce e divulgue sua marca no Terra

Verstappen se acerta com Netflix e participa de Drive to Survive: "Vocês verão mais de mim"

Depois de se recusar a estar na última temporada de Drive to Survive, acusando os produtores de "fingir rivalidades entre os pilotos", Max Verstappen disse que "chegou a um bom entendimento" sobre o trabalho com a Netflix e voltará a participar da série

29 jun 2022 - 13h03
Compartilhar
Verstappen se entendeu com a Netflix e garantiu presença na próxima temporada de Drive to Survive
Verstappen se entendeu com a Netflix e garantiu presença na próxima temporada de Drive to Survive
Foto: Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

Não é segredo que a série Drive to Survive, produzida pela Netflix, caiu no gosto de um público que não era tão familiarizado com corridas de carro e ajudou a alavancar a popularidade da Fórmula 1, sobretudo entre os mais jovens. Mas do lado dos 'artistas' do espetáculo — os pilotos, no caso —, nem tudo mostrado no entretenimento agradava, tanto que Max Verstappen se recusou a participar da quarta temporada da série. Agora, tudo indica que o atual campeão da F1 se acertou com os produtores, pois ele garantiu que a audiência "verá mais dele" nos episódios que estão por vir.

A grande questão em torno de Drive to Survive e bastante criticada não só por Verstappen, mas também por outros do grid, como Lando Norris, é a roteirização dos acontecimentos. O holandês da Red Bull chegou a acusar os criadores de "fingir rivalidades". "Eu então decidi não fazer parte disso e não dei mais entrevista, pois aí então não haveria nada para ser mostrado", disse o piloto.

Publicidade

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Max Verstappen criticou bastante a abordagem da Netflix no início de Drive to Survive (Foto: Red Bull Content Pool)

Atualmente na quarta temporada, a produção já tem outras duas confirmadas, mas o descontentamento dos pilotos era algo que estava incomodando não só a Netflix, como também a Fórmula 1. O presidente da categoria, Stefano Domenicali, disse, inclusive, que ia conversar com os pilotos que evitaram participar de Drive to Survive para reconsiderarem a decisão.

Verstappen declarou que "conversou as pessoas no comando da atração" e "chegou a um bom entendimento para o futuro". O #1 explicou ainda que, no ano passado, não estava envolvido no projeto. "Houve coisas com as quais não fiquei realmente satisfeito. Especialmente sobre fingir rivalidades entre pilotos."

Publicidade

"Isso é algo difícil para mim. Claro que eu sei que a série é sucesso na América, mas acho também que, às vezes, eles retratam alguns pilotos diferentes de como eles realmente são. Aí é claro que as pessoas vão olhar e dizer 'Nossa, esse cara é meio idiota', ou o que quer que seja, sendo que não é assim na vida real", completou Max.

Na quarta temporada, disponível na plataforma de streaming, Verstappen aparece apenas em imagens cedidas pela FOM (Formula One Management). Para suprir a falta de declarações daquele que foi um dos protagonistas da disputa do título de 2021 — campeonato em que se sagrou campeão, aliás —, a Netflix focou no duelo entre os chefes de Mercedes e Red Bull, Toto Wolff e Christian Horner, respectivamente.

"Para o futuro, chegamos a um bom entendimento de como podemos trabalhar juntos. Então, tenho certeza de que, no próximo ano, vocês verão um pouco mais de mim", concluiu Verstappen.

Publicidade

+ Fórmula 1 estuda banir Piquet do paddock para sempre após uso de termo racista

+ Piquet pede desculpa a Hamilton, mas alega "tradução incorreta" de termo racista

+ F1 e Mercedes condenam uso de termo racista por Nelson Piquet para se referir a Hamilton

+ Hamilton responde fala racista de Nelson Piquet: "Mentalidades arcaicas têm de mudar"

+ Russell manifesta apoio a Hamilton após fala racista de Piquet: "Inaceitável"

+ Equipes da F1 se unem em repúdio a termo racista usado por Piquet contra Hamilton

+ Mundo do esporte se une em apoio a Hamilton após fala racista de Piquet

+ Leclerc presta apoio a Hamilton após falas racistas de Piquet: "Não deve ser tolerado"

+ F2: Red Bull rescinde contrato de Vips após conclusão de investigação de caso de racismo

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Fique por dentro das principais notícias
Ativar notificações