PUBLICIDADE

Dona Vitória, que denunciou tráfico no RJ, morre aos 97 anos

Da janela de seu apartamento, em 2005, ela retratou a rotina do tráfico de drogas na Ladeira dos Tabajaras; cerca de 30 foram detidas

24 fev 2023 - 16h20
(atualizado às 16h20)
Compartilhar
Exibir comentários
"Dona Vitória" e o jornalista Fábio Gusmão
"Dona Vitória" e o jornalista Fábio Gusmão
Foto: Instagram

Há quase 17 anos, uma moradora da Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, iniciou uma série de gravações em vídeo, da janela de seu apartamento, que resultou na prisão de cerca de 30 pessoas, entre traficantes e policiais militares. 

A idosa, então com 80 anos, ficou conhecida como "Dona Vitória" e desde então viveu no anonimato. Teve de ingressar no Programa de Proteção à Testemunha por conta dos riscos à sua integridade, após as denúncias. Nesta quinta-feira (23), Joana Zeferino da Paz (seu nome verdadeiro) morreu aos 97 anos, em decorrência de um AVC (Acidente Vascular Cerebral). Ela vivia atualmente em Salvador (BA).

A história ocorreu em 2005 e foi a público após uma série de reportagens do Jornal Extra, que agora divulgou os bastidores do trabalho e o nome verdadeiro mulher.

O repórter Fábio Gusmão, que produziu as reportagens à época, conta que Joana gostaria de ter tido reconhecimento público ao levar à luz a ação do tráfico de drogas na região. Após a repercussão da reportagem, as imagens foram exibidas em fevereiro de 2006 pelo Jornal Nacional, da TV Globo.

Filmagens

"Dona Vitória" morava em um apartamento na praça Vereador Rocha Leão, que tinha aos fundos a Ladeira dos Tabajaras. A história começou quando a moradora entrou com uma ação contra o Estado, por conta da desvalorização do seu imóvel, por conta da ação do tráfico.

Joana começou a filmar para contrapor uma alegação no processo, de um policial militar, de que ela mentia sobre sobre o tráfico na região.

As imagens registradas pela moradora mostravam homens armados vendendo drogas. Essas imagens foram encaminhadas à Polícia Civil, que passou e investigar o caso. Além dos traficantes, foram condenados policiais militares que se omitiram por conta do recebimento de propina para não agirem no local.

A história será contada em um filme que está em fase de finalização pela Globoplay. Joana será interpretada pela premiada atriz Fernanda Montenegro.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade