Porto Seguro, onde tudo começou: visite a história do Brasil

Marcos emblemáticos, construções de 500 anos atrás e fatos importantes da origem do Brasil são atrações da parte histórica de Porto Seguro

18 jan 2016
12h34
atualizado às 12h45
  • separator
  • 0
  • comentários

A terra que marcou o descobrimento do Brasil tem história para contar. Porto Seguro, localizada no sul da Bahia, preserva alguns dos monumentos que marcaram a chegada dos portugueses por aqui. No Centro Histórico, localizado na parte alta da cidade, é possível voltar no tempo.

O Centro Histórico é um dos pontos altos para quem tem interesse na história do Brasil
O Centro Histórico é um dos pontos altos para quem tem interesse na história do Brasil
Foto: Danielle Barg / Terra

Siga Terra Estilo no Twitter

As casinhas coloridas, tombadas pelo patrimônio histórico e habitadas por moradores locais, são a porta de entrada da região. De lá também se tem uma bela vista da cidade.

Uma boa dica para quem quer evitar a “muvuca” é fazer a visita no fim da tarde, quando o local costuma estar mais vazio.

As casinhas coloridas são marca registrada da região, e são tombadas pelo patrimônio histórico
As casinhas coloridas são marca registrada da região, e são tombadas pelo patrimônio histórico
Foto: Danielle Barg / Terra

A igreja Nossa Senhora da Pena (padroeira da cidade), datada de 1535, é um dos atrativos, mas também é possível chegar perto das ruínas de uma antiga escola jesuíta, visitar o Museu do Descobrimento (que foi uma cadeia no passado) ou o de Arte Sacra, e ainda tirar uma foto do Marco de Posse, que os portugueses cravavam para marcar território.

Outra dica para os amantes de história é o Memorial da Epopeia do Descobrimento, na avenida Beira Mar.

O passeio começa por um caminho com várias espécies nativas da Mata Atlântica, como o pau-brasil ou o “dedenzeiro” – cujo fruto é um coco de cor avermelhada de onde se extrai o azeite de dendê. 

Idealizado e é mantido por Wilson Rodrigues e sua mulher, Lucia Maria, o local presta uma homenagem aos grandes nomes da navegação de Portugal. O passeio é guiado, e o fim da jornada é diante de uma cópia fiel da nau que Cabral chegou ao Brasil, com 32 metros de comprimento.

Os visitantes podem entrar e ver como era uma embarcação por dentro, conhecer os (curiosos) hábitos dos navegantes e também ver uma réplica do quarto de Cabral, que ficava em uma área isolada.

Visitantes pagam R$ 10, crianças de até 12 anos, acompanhadas, não pagam, e moradores com comprovante de residência paga meia.

A réplica da nau usada por Pedro Álvares Cabral para chegar ao Brasil é um dos atrativos do Memorial da Epopeia do Descobrimento, na avenida Beira Mar
A réplica da nau usada por Pedro Álvares Cabral para chegar ao Brasil é um dos atrativos do Memorial da Epopeia do Descobrimento, na avenida Beira Mar
Foto: Danielle Barg / Terra

 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade