PUBLICIDADE

França planeja a construção da primeira vila para aposentados homossexuais

1 ago 2013 19h32
| atualizado às 19h32
ver comentários
Publicidade
<p>Vila para casais homossexuais acima de 50 anos terá 107 casas</p>
Vila para casais homossexuais acima de 50 anos terá 107 casas
Foto: Getty Images

Em uma decisão histórica, o prefeito da cidade de Sallèles d'Aude, Yves Bastié, no sul da França, aprovou recentemente a criação de uma vila para homossexuais aposentados ou acima de 50 anos. No entanto, parece que o prefeito  não sabia do que o projeto se tratava quando assinou o pedido em março. "Eu não sabia o que era. Qual será o efeito disso na imagem da cidade?", disse a agência de notícias France-Presse.

O político afirmou que ficou sabendo do projeto na última semana, quando viu a propaganda para a construção do Le Village-Canal du Midi. Enquanto o prefeito contesta a aplicação do projeto, o responsável pelo empreendimento, Danny Silver, explica o que aconteceu. Segundo ele, a vila para aposentados não teve muita procura, então ele resolveu mudar o foco da construção pensando no grupo gay em expansão, desde que o casamento homossexual foi legalizado no país, em maio. "Em um dia tive mais procuras do que em três meses", contou a um programa de TV.

A primeira comunidade para aposentados gays da França terá 107 casas construídas em estilo tradicional de vila, assim como outros projetos do Villages Group, uma empresa britânica que constrói centros de aposentados na França. As casas devem custar entre 236 mil euros (cerca de R$ 710.360,00) e 248 mil euros (o equivalente a R$ 746.480,000). Além da manutenção semanal que custará 70 euros (cerca de R$ 210). Os construtores afirmam que gays e lésbicas terão acesso privilegiado ao local, no entanto, casais heterrosexuais também poderão viver na vila, conforme dita a lei francesa.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade