PUBLICIDADE

Four Seasons Vail: mordomia antes e depois do esqui

Não tem tempo ruim: o hotel se encarrega dos equipamentos de esqui e recebe os hóspedes com piscina aquecida e chocolate quente após o dia nas pistas

7 fev 2024 - 13h22
(atualizado em 8/2/2024 às 08h34)
Compartilhar
Exibir comentários

Esquiar tem os seus perrengues, ainda que eles sejam chiques: o frio, a dificuldade em andar com as botas, o peso dos equipamentos, a fila da gôndola, os tombos. Por essas razões é que faz diferença estar hospedado em um hotel que, além de bem localizado, tenha um serviço pensado para as férias de inverno.

A piscina aquecida aos pés da paisagem nevada é um dos destaques do Four Seasons em Vail
A piscina aquecida aos pés da paisagem nevada é um dos destaques do Four Seasons em Vail
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

Em Vail, a maior área esquiável do estado do Colorado, nos Estados Unidos, o Four Seasons ocupa uma posição privilegiada entre os dois principais vilarejos - Vail Village e Lionshead - e montou uma verdadeira força-tarefa para que os hóspedes esquiem sem preocupação, ancorada em um serviço de excelência. Para os brasileiros, há um bônus: boa parte do staff é latino-americano e os hóspedes, nos dias em que estive lá, eram em sua maioria mexicanos, de forma que ouve-se espanhol por todos os lados.

Em formato de "U", a construção imponente com telhados pontiagudos abriga as mais diferentes atividades para se aquecer e, o mais importante, relaxar o corpo na volta das pistas. O destaque é o spa, considerado o melhor do pedaço com seus mais de 1.300m² de salas de tratamento, jacuzzis e piscinas aquecidas - uma delas, ao ar livre, é o cartão-postal do hotel.

Mas há também espaços para que cada um embarque em seu próprio ritual (posso chamar de autocuidado?), como aninhar-se em frente a uma das lareiras e comer algo que aquece o corpo e a alma. Confira, a seguir, como é a experiência de ficar no Four Seasons em Vail:

O Four Seasons tem quartos voltados para a piscina no pátio central ou para as montanhas de Vail
O Four Seasons tem quartos voltados para a piscina no pátio central ou para as montanhas de Vail
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

ACOMODAÇÕES

Alicia Keys tinha feito check-out pouco antes de eu chegar no Four Seasons . Durante os dias em que esteve com os filhos em Vail em janeiro de 2024, a cantora ficou hospedada em um apartamento de 534 m² com seis quartos, duas salas de estar, sala de jantar e cozinha, além de um amplo terraço com jacuzzi e vista para a montanha nevada. 

Batizada de Riva Ridge , a acomodação é a maior dentro da categoria de "residências" do Four Seasons (diárias a partir de US$ 5.000) . São 23 no total, cada uma com layout e decoração únicos. 

A residência 'Riva Ridge' foi a escolha de Alicia Keys no Four Seasons Vail
A residência 'Riva Ridge' foi a escolha de Alicia Keys no Four Seasons Vail
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

O bom gosto do apartamento contemporâneo que coube à Alicia é de cair o queixo, mas durante o tour que fiz pelo hotel a residência que mais chamou atenção foi a Avanti , de quatro quartos e 439 m². Isso porque, na sala de estar, um lado da lareira é decorado com um quadro de Picasso e o outro, com um de Miró. Como se não bastasse, no corredor que leva para os quartos há um segundo Miró e uma enorme escultura de cabeça de dinossauro. 

Picasso e Miró decoram a sala de estar da residência 'Avanti'
Picasso e Miró decoram a sala de estar da residência 'Avanti'
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

O meu quarto era bem menor que o da Alicia, mas tinha tudo o que eu precisava. O espaço se divide entre um hall de entrada com closet para guardar as volumosas roupas de inverno; um dormitório com sofá em frente à lareira a gás, que se acende ao apertar de um botão; e um banheiro com pia dupla e banheira de imersão. Os mimos incluem amenities L'Occitane, aparelho de som da Bose que se conecta ao celular por Bluetooth e máquina de Nespresso. São 121 quartos no total, todos com 53 m² (diárias a partir de US$ 2.000).

Os quartos também têm espaço de sobra e mimos como a lareira a gás
Os quartos também têm espaço de sobra e mimos como a lareira a gás
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo
Banheira de imersão e amenities L'Occitane para relaxar depois do esqui
Banheira de imersão e amenities L'Occitane para relaxar depois do esqui
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

Para quem deseja mais espaço, há ainda a categoria intermediária das 24 suítes (diárias a partir de US$ 2.500). Com áreas entre 78 m² e 99 m², a maioria possui sala de estar separada do dormitório e acomoda confortavelmente até quatro adultos. Uma delas, de 171 m², possui três dormitórios e acomoda até seis adultos.

SKI CONCIERGE

O Four Seasons está bem próximo aos centrinhos dos vilarejos de Vail Village e Lionshead, de forma que você pode andar até restaurantes e lojas. Mas por estar na beira de uma rodovia, o hotel não fica tão próximo da montanha e dos meios de elevação que levam às pistas: tanto a Gondola One , em Vail Village , quanto a Eagle Bahn Gondola , em Lionshead, estão a mais de dez minutos de caminhada . Pode soar pouco a princípio, mas é inconveniente quando você está carregando os equipamentos e vestindo as pesadas botas de esqui ou snowboard. 

Mas isso não chega a ser um problema. O hotel oferece um shuttle que me levou ao ponto mais próximo possível de onde eu esquiaria naquele dia - e também nos outros. Para voltar, bastou mandar um Whatsapp para a recepção e em menos de cinco minutos alguém já aparecia para me buscar.

A mordomia continua com o serviço de ski concierge. Se for esquiar em Vail Village , os esquis e bastões estarão esperando você em um chalé que o Four Seasons mantém a um pulo da Gondola One : ali ficam lockers para guardar seus equipamentos; secadores de luvas e botas; lounge com café, chá, chocolate quente e outras bebidas; e uma filial da loja de venda e aluguel de equipamentos Gorsuch

Esquis e bastões à espera dos hóspedes em frente à base do Four Seasons em Vail Village
Esquis e bastões à espera dos hóspedes em frente à base do Four Seasons em Vail Village
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

Em Lionshead Village não há essa infraestrutura, mas, se quiser esquiar por lá, o ski concierge se encarrega de buscar seus equipamentos no locker em Vail Village, levá-los para o hotel e depois transportá-los junto com você no shuttle até a Eagle Bahn Gondola . Os arranjos, mais uma vez, podem ser solicitados por Whatsapp. 

Vale dizer ainda que não é preciso sequer sair do hotel para alugar equipamentos. A Gorsuch também está presente dentro do Four Seasons , a poucos passos da recepção. Ali, fui atendida por um argentino de Buenos Aires que providenciou tudo que eu precisava em menos de dez minutos e na sequência já despachou toda a parafernália para o meu locker. Mais cômodo, impossível.

A Gorsuch vende e aluga equipamentos de esqui e snowboard de primeira linha
A Gorsuch vende e aluga equipamentos de esqui e snowboard de primeira linha
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

APRÈS-SKI

Après-ski é um termo em francês que se refere às atividades feitas depois de passar o dia esquiando. Muitos fazem uma associação direta com drinques e badalação em bares ao lado das pistas. Mas o après-ski também pode ser sinônimo de relaxamento, de preferência em um ambiente quentinho e aconchegante. O Four Seasons definitivamente se encaixa no segundo cenário. 

Um dos rituais de après-ski de Vail consiste em tomar o famoso chocolate quente (US$ 22) do bar Remedy , que fica dentro do hotel, mas recebe também não-hóspedes. À medida que a bebida é despejada na xícara, delicadas casquinhas de chocolate vão derretendo e um enorme quadrado de marshmallow caseiro começa a boiar.

O chocolate quente é de fato uma delícia, mas é a paisagem ao fundo — com a fogueira em chamas, a piscina aquecida ao ar livre exalando vapor e as montanhas nevadas — que torna tudo ainda mais especial. E como uma imagem vale mais do que qualquer palavra, dê logo um play no vídeo abaixo:

Outra opção é se aconchegar em frente à lareira e aproveitar o fogo para fazer s'mores: o marshmallow espetado em um palito é aquecido até derreter levemente e depois vira o recheio de um sanduichinho de bolacha e chocolate. O kit com todos os ingredientes é cortesia do hotel: basta solicitar na recepção . As crianças amam!

As guloseimas ajudam a esquentar o corpo e repor as calorias depois de um dia esquiando. Mas nada tem um efeito tão milagroso nos músculos doloridos do que passar umas boas horas no amplo spa do Four Seasons . A massagem customizada de 50 minutos (US$ 230) é providencial: no meu caso, a terapeuta se concentrou na lombar, que vinha me incomodando desde o voo, e as panturrilhas, que são muito ativadas durante o esqui.

Antes ou depois do tratamento, você pode descansar no lounge com lareira e macarons acompanham
Antes ou depois do tratamento, você pode descansar no lounge com lareira e macarons acompanham
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

Mesmo sem ter um tratamento agendado, os hóspedes podem usar livremente a infra do spa: é só colocar o roupão (um dos mais macios que já vesti na vida) e aproveitar as saunas, as jacuzzis com hidromassagem e as piscinas quentinhas. 

O acesso à infra do spa é liberado para os hóspedes
O acesso à infra do spa é liberado para os hóspedes
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

As áreas internas são separadas entre homens e mulheres, mas casais podem curtir juntos o lounge com lareira e comidinhas para se servir à vontade (incluindo deliciosos macarons), além das jacuzzis e da piscina que ficam ao ar livre.

Já tinha matado a curiosidade de entrar numa piscina aquecida com temperaturas negativas do lado de fora no Valle Nevado e, friorenta que sou, preferi não repetir a experiência no Four Seasons - ainda mais com tantas piscinas gostosas do lado de dentro do spa. Mas, para quem quiser experimentar, a boa notícia é que há um armário que mantém as toalhas quentinhas, além de uma lareira próxima, para tornar a saída da água mais confortável.

Em frente à piscina aquecida há uma área coberta com lareira e toalhas quentinhas
Em frente à piscina aquecida há uma área coberta com lareira e toalhas quentinhas
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

Próximo ao spa há uma sala de jogos charmosa com mesas de bilhar, pingue-pongue e pebolim. O kid's club poderia ter mais brinquedos, mas é provável que os pequenos nem sintam falta dele: afinal, a rotina na montanha geralmente consiste em passar o dia esquiando, jantar e ir para cama cedo.

A sala de jogos quebra um galho em um dia de nevasca
A sala de jogos quebra um galho em um dia de nevasca
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo
Kid's club para os pequenos
Kid's club para os pequenos
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

GASTRONOMIA

O Flame , que até pouco tempo era uma steakhouse norte-americana por excelência, ganhou toques latinos nas mãos do chef Simon Purvis na temporada de inverno 2023/2024. A mudança mira na quantidade significativa de mexicanos e sul-americanos: ouve-se tanto espanhol em Vail que a estação de esqui poderia ser comparada a uma "Miami na neve". 

Um exemplo é a nova entradinha de aguachile à moda de Sinaloa (US$ 17), prato mexicano com camarões apimentados acompanhados de cebola roxa e pepinos. A criação mais brilhante, no entanto, está entre as sobremesas. O Yuzu Pinecone (US$ 12) consiste em um sorvete de pinhão envolto em uma casquinha de yuzu (fruta cítrica asiática que lembra uma tangerina) salpicada de cacau, de forma que o doce gelado fica no formato e na cor de uma pinha. Acompanham um suave merengue de yuzu, que eu poderia comer puro de tão gostoso, e uma calda à base de mezcal (destilado mexicano que é "primo" da tequila) que consegue deixar tudo ainda melhor. É uma sobremesa imperdível, que por si só valeria a ida ao Flame.

Entre as sobremesas, o Yuzu Pinecone é imperdível
Entre as sobremesas, o Yuzu Pinecone é imperdível
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

No menu continuam existindo clássicos do estado do Colorado . Grupos de carnívoros podem se banquetear com o Taste of Colorado Rockies (US$ 220), que reúne costela de wagyu, lombo de alce e linguiça de veado. Se não gostar de carnes de caça (ou a fome não for tão grande assim), vale provar só a macia costela de wagyu (US$ 145), que cai bem com o risoto de quinoa trufado com cogumelos (US$ 36). Para uma refeição leve, vá na truta do Colorado com creme de cebola (US$ 42).

Sabores do Colorado: costela de wagyu, risoto de quinoa trufado com cogumelos e truta com creme de cebola
Sabores do Colorado: costela de wagyu, risoto de quinoa trufado com cogumelos e truta com creme de cebola
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

O restaurante funciona no jantar, das 17h às 21h, e também no café da manhã, das 7h às 11h. Pela manhã, é possível escolher entre o bom buffet (US$ 44) — com pães, folhados, frios, iogurtes, frutas e estações de omeletes e waffles — ou pedir uma das opções do menu à la carte, como croque madame (US$ 30), avocado toast (US$ 26) e french toast (US$ 22). Somente aos domingos, o Flame serve também um brunch, das 10h às 14h.

O salão elegante do Flame também é cenário para o buffet de café da manhã
O salão elegante do Flame também é cenário para o buffet de café da manhã
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

Para um café da manhã mais rápido, vale dar um pulo no Speyside Café que fica perto da recepção, bem no caminho para a saída do hotel, e pegar um café e um croissant para a viagem.

O Remedy , por fim, é um bar coringa para lá de aconchegante que funciona das 11h às 23h. Quando estive por lá pela primeira vez, a gostosa salada caesar (US$ 30) foi uma ótima pedida para um almoço leve logo que cheguei. No après-ski, o hit é o famoso e já mencionado chocolate quente (US$ 22) em torno da lareira, ainda que também chamem atenção os drinques clássicos (a partir de US$ 16). 

O Remedy é disputado no après-ski - seja para um chocolate quente na varanda ou um drinque no balcão
O Remedy é disputado no après-ski - seja para um chocolate quente na varanda ou um drinque no balcão
Foto: //Divulgação / Viagem e Turismo

Em outra ocasião, o bar estava lotado de torcedores indo à loucura enquanto acompanhavam pelo telão a partida da NFL que classificou os 49ers para o Super Bowl. Clima perfeito para devorar um bom hambúrguer com batatas fritas (US$ 28) provando uma das cervejarias artesanais do Colorado (a partir de US$ 9).

E falando em bebidas locais, em frente ao Remedy está instalado um charmoso e enorme barril onde acontecem degustações de três rótulos de whiskey   da Stranahan's, destilaria da capital Denver (US$ 60 por pessoa). Cheers to Colorado!

Hamburgão com vitória dos 49ers e 'barril' onde acontecem as degustações de whiskey
Hamburgão com vitória dos 49ers e 'barril' onde acontecem as degustações de whiskey
Foto: Bárbara Ligero/Viagem e Turismo / Viagem e Turismo

Reserve sua hospedagem no Four Seasons Vail

Viagem e Turismo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade