Cruzeiros curiosos vão de quebra-gelo a cidade flutuante

Que tal viajar a bordo de um cargueiro? É possível, veja essa e outras opções

4 mar 2016
08h00
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Navios são fascinantes por si só. Desde o tamanho até a grande quantidade de atrações a bordo, eles oferecem um mundo de experiências. E nesse vasto universo há também as embarcações curiosas: quebra-gelos nucleares, cargueiros que aceitam passageiros, antigos navios de manobra convertidos em luxuosos barcos. Confira 10 cruzeiros curiosos.

1 - Quebra-gelos nuclear - Para atravessar grandes áreas congeladas é necessário ser robusto e potente. E é isso o que faz o 50 Years of Victory, o maior quebra-gelo nuclear do mundo. Esse gigante de 150,7 metros de comprimento e 30 metros de largura levou 20 anos para ficar pronto, consegue atravessar camadas de gelo de até 2,5 metros de profundidade e é movido por dois reatores nucleares. Atualmente ele faz cruzeiros pelo Polo Norte pela Quark Expeditions.

Cruzeiros se destacam por inovação e curiosidades
Cruzeiros se destacam por inovação e curiosidades
Foto: Royal Caribbean International/Divulgação

2 - Maior do mundo - Por enquanto nenhum navio bate o Allure of the Seas, da Royal Caribbean International, em imponência. Segunda embarcação da classe Oasis a ficar pronta, ele é o maior cruzeiro do mundo, com 361,79 metros de comprimento e 225,282 toneladas brutas. Esse tamanho todo é acompanhado por diversas atrações a bordo. A embarcação é uma cidade em alto-mar, com sete bairros temáticos, diversas opções de restaurantes, teatro aquático, brinquedos como simuladores de surf, um parque com plantas reais e shows da Broadway.

3 - Maior veleiro de cruzeiro - O Star Clippers, da Royal Clippers, detém o título de maior veleiro de cruzeiro em atuação no mundo. Ele foi projetado com inspiração no lendário Preussen, de 1902, e tem 133,80 metros de comprimento e 5 mil toneladas. Cinco mastros e 42 velas garantem sua propulsão, ajudadas por motores diesel. Apesar de grande, seu tamanho não se compara ao de um transatlântico, o que garante ao veleiro a vantagem de poder acessar portos menores e mais exclusivos.

4 - Tugboat de cruzeiros - Tugboats são navios de manobra e costumam ser usados por cruzeiros para ajudar a navegação e atracagem em portos. Só que o Swell, da Maple Leaf Adventures, é diferente. Esse tugboat de 102 anos foi reformado pela companhia canadense e atualmente é um navio de passageiros. Com apenas 26 metros de comprimento e feito em madeira, ele tem capacidade para apenas 10 hóspedes.

5 - Navio da Rainha - O Hebridean Princess foi durante 25 anos um ferry que transportava pessoas e carros. Até 1989, quando a Hebridean Island Cruises reformou-o para ser utilizado como navio de cruzeiros de luxo. Mas essa não é a única coisa que o torna curioso. O barco que comporta apenas 50 passageiros tem como sua fã mais ilustre Elizabeth II, a Rainha da Inglaterra, que já o fretou para viagens de férias da família real.

6 - Menor navio - Ter exclusividade em cruzeiros é difícil. No Premium Valentine, que atua em roteiros curtos no Vietnã, esse é justamente o principal atrativo. O navio, considerado o menor cruzeiro do mundo, é operado pela Indochina Sails e conta com apenas duas cabines de apenas 22 m² cada. Mas elas são extremamente luxuosas, com madeira de lei, grandes janelas, banheiros em mármore e jacuzzi exclusiva.

7 - Propulsão por pás - A antiga técnica de propulsão por pás é pouco usual nos dias de hoje, mas garantirá a partir de abril os cruzeiros do MS Elbe Princesse, da Croisi Europe, pelo Rio Elba, na Alemanha. A embarcação fluvial será movida por esse sistema, e foi adotado para que possa trafegar pelo rio ininterruptamente, pois as rodas de pás permitem que ele se mova mesmo quando o nível das águas estiver muito baixo.

8 - Maior barco a vapor - Outra forma de propulsão comum no passado e rara atualmente é a vapor. Algumas companhias, no entanto, ainda contam com esses navios, sendo que o maior deste tipo é o American Queen, da American Queen Steamboat Company. Com seu design é inspirado nas embarcações clássicas da era Vitoriana norte-americana, ele proporciona uma viagem no tempo em seus roteiros pelo lendário rio Mississippi.

9 - Cruzeiro em navio cargueiro - Parece estranho, mas é possível fazer cruzeiros em navios cargueiros repletos de contêineres. Diversas empresas oferecem vagas para passageiros em suas viagens, mas a experiência é bem diferente de um cruzeiro comum. Para começar, não há muitas atividades de entretenimento, pois o objetivo dessas embarcações é transportar cargas. As refeições, no entanto, costumam ser de alto padrão, e o hóspede tem contato direto com a equipe e o capitão. Além disso, as vagas são limitadas, o que faz da viagem mais silenciosa e tranquila.

10 - Projeto do Pentágono - Um clássico dos cruzeiros norte-americanos pode voltar a navegar após 47 anos. O SS United States, inaugurado em 1952 e aposentado em 1969, passará por um estudo de viabilidade para sua restauração pela Crystal Cruises. Em sua era de ouro o navio era frequentado por presidentes dos Estados Unidos e astros como Marlom Brando e Marilyn Monroe, mas também foi um marco tecnológico. Projetado por um programa secreto do Pentágono, ele detém até hoje o recorde de velocidade de um cruzeiro e podia ser convertido rapidamente em um navio de guerra.

Veja também:

Beirute: A mãe em trabalho de parto durante a explosão
Fonte: Canarinho Press
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade